Mais bênçãos no final

0

E assim abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas. (Jó 42:12).

O final do livro de Jó é um alívio. Depois de tantos sofrimentos e provações, é com alegria que lemos sobre o fim da vida do patriarca. “O Senhor abençoou o final de Jó, mais do que o início”.

A esperança nos alimenta. Diante das paredes da negatividade, a esperança garante que existe um lado de lá. Que não vemos, mas certamente está lá. O mesmo Senhor que decidiu lapidar nosso caráter cristão com tribulações, dotou-nos com a capacidade de esperar nas suas promessas. Promessas de vitória. Promessas de aprendizagem. Promessas de desenvolvimento espiritual.

Somos como Jó. Antes e depois de nossas tribulações. Antes e depois das injustiças. Antes e depois das derrotas. Quando nos concentramos nas lágrimas e cansaços do “antes”, só vemos fracassos. E não esperamos por nada. Por nada que venha do Senhor e que, certamente, nos levantará, nos encorajará e nos dará vitória. É essencial esperar pelo “depois” com o Senhor. Como no caso de Jó, é importante esperar que o nosso “final” será mais abençoado do que o “início”.

Pr. Olavo Feijó

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda