A mordomia do dízimo

0

Não é nosso intuito provar que o dízimo é a solução para todos os problemas ou a chave para a prosperidade material e espiritual do crente. Nosso propósito é apenas mostrar o que as Escrituras Sagradas dizem a respeito.

A Bíblia ensina com bastante ênfase, que há bênçãos reservadas para os crentes liberais, que colocam o coração e os seus bens no trabalho do Senhor, que usam o seu dinheiro, seus talentos na promoção do reino de Deus. A Bíblia enfatiza com muita clareza as bênçãos materiais e espirituais que acompanham o dizimista fiel, mas também mostra as frustrações e, até mesmo, os recalques que cercam os crentes possessivos e egoístas, os quais negam na prática que o “justo viverá pela fé” (Rm 1.17). Nossa intenção não é questionar sobre a doutrina do dízimo, a que, como qualquer outra doutrina bíblica, não precisa ser defendida.

Por vezes ouvimos alguém dizer: “não posso dar o dízimo porque não tenho”, o correto seria ele dizer: “não tenho porque não dou”. Esta é a triste realidade do crente que não entrega o seu dízimo fielmente a Deus. Eis, pois, em poucas palavras a razão de tanta ruína material e espiritual na vida dos crentes: sonegação dos dízimos do Senhor. Para o crente que tenta justificar que não contribui porque não sobra, e Deus não deixa sobrar mesmo, vamos deixar a Bíblia falar mais uma vez, e agora na palavra do profeta (Ageu 1.4-11), “Semeais muito e colheis pouco… O que recebe salário, recebe num saco furado… Olhastes para muito, mas, eis que alcançaste pouco; e esse pouco quando o trouxeste para casa eu lhe assoprei”. Não é este o caso de muitos crentes infiéis, que retém os dízimos do Senhor?

Leia atenciosamente em sua Bíblia: Levítico 26.14-46; Amós 4.6-12; Ageu 1.6-11, e tome a decisão que nos ensina a Palavra de Deus, em 1Tm 6.11 e 12ª “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Imita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado”. Tome esta decisão e faça a prova, meu caro leitor, forneça os pães e os peixinhos a Deus, e verás as bênçãos e o milagre em sua vida. Entregar o dizimo é colocar, pela fé, a responsabilidade de nossa subsistência material e espiritual inteiramente na dependência do Senhor, e que jamais nos arrependeremos.

Pr. Arildo Mota dos Reis Pessoa

ARTIGOS SIMILARES

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda