Pai: O exemplo que convence

0

Ao contrário do que muitos acham por ser um “machão”, ser pai não é apenas colocar um filho no mundo; isso é algo muito fácil. O difícil é criar o filho, dar instrução e cumprir essa nobre missão na vida: ser pai.

E quem acha que não importa as suas atitudes, e segue a famosa frase “Faça o que eu digo, e não o que eu faço”, não sabe o enorme poder de sua imagem para o filho. Uma frase das mais poderosas e que vale a pena pensar é que “A palavra convence, mas o exemplo arrasta”. De nada adianta falar na teoria se, na prática, o que se prega não é seguido nem por quem falou.

Por muitas vezes podemos ver um filho repetir gestos e ações do pai que, ao ser observado por alguém de fora, logo identifica os dois por essa semelhança.

Se antigamente o filho tinha que seguir o pai até na profissão, hoje em dia o que mais importante é o caráter e o jeito de conduzir a vida. O maior orgulho de um pai deve ser o de ver no seu filho uma “versão melhorada sua” e não uma piorada, pois se isso ocorrer, algo em sua missão falhou.

Assim como podemos seguir o melhor dos exemplos, o do Pai dos pais, o nosso Deus, que os pais deste mundo possam deixar um legado de trilhas a serem seguidas por seus filhos, como conselhos gravados em suas memórias para todo o sempre.

Rogério Araújo (Rofa), escritor, jornalista, diácono da Igreja Batista Neves – São Gonçalo – RJ.

ARTIGOS SIMILARES

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda