Ex-traficante se converte a Jesus após ser evangelizado por amigo

0

No passado, Alexandre Cardoso foi um dos pioneiros no tráfico de drogas da Zona Leste de Manaus, no Amazonas. Hoje, aos 36 anos, ele só entra nas bocas de fumo para levar a Palavra de Deus e resgatar vidas.

“Conheci as drogas com 14 anos. Depois de um ano consumindo maconha, pasta e cocaína, fui convidado para vender as substâncias”, disse ele ao site A Crítica, lembrando que fazia parte do grupo “Patinadores do São José”, bairro onde iniciou o tráfico de drogas.

Foram quase dez anos envolvido com o tráfico, embora naquela época o crime não houvesse relação com homicídios. “Quando alguém estava devendo a boca, o máximo que a gente fazia era dar uns tapas. Não existia esse negócio de sair matando. A gente nem mesmo tinha armas”, comentou.

Alexandre foi impactado pelo Evangelho através de um amigo traficante, que era considerado perigoso na região. “Ele entrou na boca onde eu vendia e começou a dar o testemunho dele, leu a palavra para mim e nesse momento percebi que poderia ter uma vida diferente”, contou.

“Comecei a frequentar a igreja e consegui deixar o mundo do crime. Desde lá dedico minha vida em estudar a palavra do Senhor e pregar em locais de tráfico e prostituição”, acrescentou.

Deste então, Alexandre viu muitos amigos, conhecidos e até familiares perderem a vida para o tráfico de drogas. Por outro lado, o ex-traficante, que hoje é pastor, já conseguiu salvar três pessoas que atuam em sua igreja.

Vilmar Pedrosa, de 24 anos, hoje faz parte da igreja de Alexandre, mas sua história com o tráfico de drogas começou aos 13 anos. “Eu era o traficante de frente da rua. Escapei de morrer várias vezes por ter dívidas com os traficantes maiores”, ele lembra.

Com informações de A Crítica

SEM COMENTÁRIOS

Responda