O que significa ser cristão? Temos sido cristãos autênticos?

0

“E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos”. Atos 11.26

No livro de Atos diz que na cidade de Antioquia os discípulos, pela primeira vez, foram chamados “cristãos” (do grego, “Christianós” = seguidores de Cristo). O que levou a este reconhecimento foram as atitudes dos discípulos, que eram idênticas às do Senhor. Até aquela ocasião, a expressão “cristão” ainda não tinha sido usada, e foi formulada por pessoas que não estavam na Igreja, para designar os seguidores de Jesus. Os discípulos foram chamados de cristãos, ou seja, as pessoas de fora é que deram este nome aos discípulos, tamanha a sua semelhança com Jesus. Precisamos nos identificar de tal forma com aqueles ensinos e conceitos, para que façamos jus ao mesmo título. Vida Cristã é muito mais que fazer parte de uma Igreja, ter uma credencial, ou ter uma religião.

  1. Vida Cristã é renúncia – Segundo o Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, a palavra renúncia significa literalmente desistir de algo, abdicar, recusar, etc… “Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo”. (Lc 14.33). Renunciar é repudiar completamente a sua natureza pecaminosa. O escritor aos Hebreus diz: “… deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé…” (Hb 12.1, 2).
  2. Vida Cristã é viver o amor de Jesus – Jesus disse em Marcos 12.30-31: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes”. Esses dois mandamentos são, portanto, a base da vida cristã. Vemos assim que amar é o grande mandamento, imprescindível para quem deseja conhecer e servir a Deus. O amor é então uma condição para que venhamos a conhecer a Deus e, também, para sermos discípulos dEle. É a marca dos que seguem a Cristo. Jesus vincula as duas leis do amor. Ele eleva o significado do mandamento do amor ao próximo ao colocá-lo ao lado do mandamento do amor a Deus. A ágape consiste de boa vontade, benevolência ilimitada em favor do próximo, inspirada pela fonte do amor – Deus, por meio da ação do Espírito, que nos transforma à imagem de Cristo. O amor deve governar todos os nossos atos.
  3. Vida Cristã é compromisso – É inconcebível uma vida cristã sem que haja um compromisso com Cristo. Compromisso este que é muito mais que ir ao templo, cantar, contribuir e fazer orações. Na verdade, é ser corpo, é participar, é sentir-se responsável, é entender que faz parte de um projeto de Deus para a salvação de todos os homens.

Compromisso envolve coração, paixão, entrega. Se Deus não for o nosso maior tesouro, não conseguiremos abrir mão de algum prazer transitório para nos dedicarmos a Ele. Isso porque onde estiver o nosso tesouro aí estará o nosso coração (Mt 6.21).

Que tipo de cristão temos sido? Temos renunciado o pecado, o mundo e a nossa natureza terrena? A nossa vida está em perfeita coerência com a palavra de Deus? Temos amado a Deus e ao Próximo? Temos vivido um cristianismo superficial, ou de compromisso com Deus? Faça um exame introspectivo neste momento da sua vida com Deus e decida viver uma vida cristã à semelhança de Cristo.

Pr. Marcos Zumpichiatte Miranda
Redator da Revista P&V
Diretor do Departamento de Educação Religiosa da CBF

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Responda