“Difícil de entender, mas o meu Deus sabe de tudo”, diz pastor da Igreja Batista no Texas

0

O pastor Frank Pomeroy e a esposa Sherri, líderes da Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, no Texas, falaram à imprensa na tarde desta segunda-feira (06). Nenhum dos dois estava no templo quando Devin Kelley entrou no templo atirando, deixando 26 mortos e dezenas de feridos.

Sherri leu uma declaração onde diz que eles não perderam “membros da igreja”, mas sim pessoas que eram a sua família espiritual. Ela comentou que ainda não ‘processaram’ a morte da filha Annabelle, de 14 anos, que morreu no atentado.

Eles agradeceram o apoio e as orações que estão recebendo de pessoas do mundo todo. “Em nossa igreja nós comíamos juntos, ríamos juntos, chorávamos juntos e adorávamos a Deus juntos”, afirmou Sherri.

“Como disse outro pastor, vamos tentar glorificar o nome de Cristo”, disse Frank aos repórteres que insistiam que ele falasse sobre a filha morta. “É o que tenho dito a todo mundo, você confia [em Cristo] quando você não entende as coisas. Confie no Senhor é isso que gostaria de dizer a todos”, declarou, visivelmente emocionado.

“Eu não entendo, mas o meu Deus sabe de tudo. É nisso que vou me apoiar”, encerrou.

Segundo as autoridades revelaram hoje pela manhã, como Devin acabou morrendo, não é possível determinar as motivações para o massacre. Contudo, a sogra do atirador, cujo nome não foi revelado, frequentava a Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs.

Freeman Martin, chefe da polícia local, disse que Kelley tinha enviado mensagens de texto ameaçando sua sogra horas antes de entrar atirando contra os fiéis. Não foi revelado se ela estava na igreja durante o culto no domingo pela manhã.

“Havia uma séria desavença naquela família”, revelou Martin, “Sabemos que ele ameaçou a sogra. Ela recebeu mensagens de textos dele”. Ainda segundo a polícia, Devin Kelley foi condenado por violência doméstica por ter agredido a mulher e o filho em 2012. 

Com informações de KGW/Gospel Prime

SEM COMENTÁRIOS

Responda