Perseverança

0

Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria. (Salmos 30.5)

Em meio aos festejos do Natal e do Ano Novo, muitos silenciaram as próprias dores e colocaram um sorriso no rosto. Por mais natural que parecesse, era um sorriso artificial. Tenho um amigo que diz que precisamos desses recursos, afinal, não podemos mostrar tudo que sentimos a todo mundo e o tempo todo. Há quem não suportaria e há que não mereça conhecer nosso coração. Um interessante ponto de vista! Mas, voltando ao ponto, há pessoas para quem este início de ano está sendo duro pesado e triste. Há problemas que não foram resolvidos, doenças não curadas e que talvez não sejam, dívidas não pagas, rompimentos não reconciliados, angústias não solucionadas, pecados não superados.

Diante de uma dor persistente fazemos perguntas inquietantes a nós mesmos: Será que um dia isso vai mudar? Será que Deus realmente existe? Diante de dores persistentes desejamos um lugar diferente, uma fé diferente, desejamos sermos outras pessoas. Se pudéssemos, sumiríamos ou sumiríamos com tudo a nossa volta. Mas não podemos. Porém podemos perseverar, podemos manter a posição e seguir em frente, dar mais um passo. A perseverança é a resposta da fé quando a vida nos leva a duvidar, quando a dor rouba o ânimo e a realidade declara que tudo está perdido. Este ano, persevere. Não seja cabeça-dura, insistindo no que não lhe levará a lugar algum, mas persevere.

Na perspectiva meramente humana, “tristeza não tem fim; felicidade, sim!”. Mas para o salmista era diferente. Veja o verso: um instante em comparação à vida toda; após a noite, sempre chega uma manhã para nos renovar. Este ano, em meio às suas tristezas, persista em crer no amor e bondade de Deus. Não desista de si mesmo, não desista de seus propósitos, não desista de amar, servir, buscar a Deus e escolher o que é certo. Não desista de continuar lutando para resistir ao mal e dizer não ao pecado. Em meio aos problemas, perdas ou enfermidades, persista em manter a leveza, a certeza do amor de Deus e a graça que nos livra do egoísmo. Este ano exigirá uma vez mais que seja forte e que se esforce. Persevere. Ainda que haja lágrimas, dores e lutas, persevere. Feliz 2018!

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda