Há dúvidas?

0

“Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você!” (Isaías 49.15)

Esta palavra foi dirigida à nação de Israel, em meio às suas lutas e dores. Deus a estava fortalecendo para que confiassem em Seu amor, mesmo enfrentando dificuldades. Esta palavra também diz respeito a nós. Deus também nos ama e por meio da nação israelita faz chegar a nós as notícias de Seu amor. Amor de um tipo maior e mais confiável do que o indiscutível amor de uma mãe pelo bebê que segura nos braços e amamenta. Embora profundamente terno e poderoso, o amor dessa mãe pode falhar. Ela pode por razões as mais diversas, esquecer-se de seu bebê e, embora não pretenda torna-lo vítima do descuido. Mas Deus não comete descuidos. Seu amor não tem falhas. Ele nunca se esquece de nós.

Mas às vezes achamos que Deus se esquece. O salmista chegou a pensar assim: “Até quando te esquecerás de mim? Para sempre? Por quanto tempo ainda esconderás de mim o teu rosto?” (Sl 13.1) Steven C. Chapman escreveu uma canção a que deu o título de “Perguntas”. Ela diz: “Quem é você Deus, visto que parece-me tão diferente do que imaginei? Onde você está? Pois percebo a vida muito mais difícil do que eu havia planejado. Eu tenho medo de fazer essas perguntas, mas você sabe que elas estão em mim! Mesmo crendo, continuo perguntando. Como você pode ser tão poderoso e bom e fazer um mundo que pode chegar a sem tão doloroso? Você sabe que estou confuso, mas também sabe que confio em você!”

Não sei você, mas eu me identifico inteiramente com Chapman. E como ele, diante de tantas perguntas que não sei responder, escolho continuar crendo. Penso que você também. E é assim que conheceremos Deus e Seu amor. Por meio da fé que continua confiando, mesmo diante do que não se consegue entender. Essa é a fé que nos fortalece para superar o que não conseguimos mudar. Deus declarou que nos ama e podemos confiar. Ele nos conhece e nos ama! Podemos assumir, sem medo, cada uma de nossas dúvidas, coloca-las diante dele, e aprender a confiar um pouco mais. E dessa relação nasce a paz que não tem explicação, pois não depende de compreensão. Sustenta-se na fé no amor de Deus que ama, mais e melhor, que a melhor das mães!

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda