Pastor Márcio Valadão pede oração por sua saúde

0

Márcio Valadão, 70 anos, pastor da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), revelou no último domingo, 15 de abril, que pode estar sofrendo de Alzheimer. Os sintomas, segundo ele, já se manifestaram.

“Pastor também enfrenta problemas”, disse Valadão. A declaração foi feita logo após o final de sua ministração no culto matinal, quando pediu que a congregação se levantasse para a oração final e afirmou que precisava que um clamor fosse feito a Deus em seu favor, e explicou que vem vivendo um drama nos últimos meses.

De acordo com informações do portal Gospel Geral, Márcio Valadão se emocionou ao relatar que vive esquecendo o nome das pessoas mais próximas, e também obreiros, pastores e amigos.

Os frequentadores da Igreja Batista da Lagoinha foram pegos de surpresa, e a liderança da denominação rodeou o pastor enquanto ele ainda falava sobre seu problema de saúde. Sua esposa, pastora Renata Valadão, e outros pastores, obreiros e líderes o cercaram e oraram junto com a igreja por uma cura.

Ao final do desabafo seguido da oração, o pastor Márcio Valadão afirmou que acredita no poder de Deus e que uma intervenção divina pode ocorrer.

Perda

Há dois anos a Igreja Batista da Lagoinha perdeu seu pastor fundador, José Rego do Nascimento, aos 93 anos. “Foi ele que deixou um legado tão forte e uma influência tão grande sobre a minha vida. Logo que eu vim para a igreja para pastorear, eu tinha apenas 23 anos, era pouco mais que um menino, mas dentro do meu coração havia aquela vontade de honrar o Senhor e de fazer a vontade d’Ele e o pastor Rego foi pra mim um mentor”, disse Márcio Valadão na ocasião.

Cemitério

O pastor foi até um cemitério na manhã desta segunda-feira (16),  gravou um vídeo e postou em seu Instagram.

No vídeo ele faz  uma pequena reflexão sobre o que está escrito no livro de Eclesiastes capítulo 7 e versículo 2,  onde diz que é melhor ir em um velório do que em uma festa.

O pastor também citou outra passagem bíblica que diz, “prepara-te o homem para encontrar com o senhor teu Deus”. Márcio enfatizou que a única certeza que temos é que vamos morrer, mesmo não sabendo o dia. Ele mencionou também que para quem é salvo a morte é só um detalhe, que o privilégio maior é saber que vamos morar no céu.

 

: A MAIOR CERTEZA!

Uma publicação compartilhada por Márcio Valadão (@prmarciovaladao) em

SEM COMENTÁRIOS

Responda