Franklin Graham fala sobre abertura da embaixada em Jerusalém: “profética”

0

O pastor Franklin Graham não estava pessoalmente na abertura da embaixada dos EUA em Jerusalém, mas escreveu em sua Rede Social sobre o assunto, classificando a cerimônia como parte do cumprimento de profecias sobre a cidade.

Muitos judeus e cristãos do mundo todo celebraram ontem (14) o 70º aniversário do restabelecimento de Israel. O ponto alto das festividades foi a abertura oficial da embaixada dos EUA em Jerusalém.

“Acredito que seja significativo que os EUA tenham reconhecido formalmente Jerusalém como a capital de Israel e esteja transferindo a embaixada para lá”, acrescentou.

A postagem do presidente da Associação Evangelística Billy Graham teve quase 17 mil compartilhamentos e levantou um debate sobre o papel dos Estados Unidos no plano de Deus para as nações.

Menção às profecias

Graham não é o único a ligar a cerimônia de ontem com profecias sobre a Cidade Santa, os dois pastores evangélicos e o rabino que fizeram orações de dedicação lembraram de passagens bíblicas.

John Hagee, pastor da Igreja Cornerstone no Texas e fundador do ministério Cristãos Unidos por Israel, fez o encerramento da cerimônia. Ele citou várias passagens bíblicas, lembrando as promessas de Deus para Jerusalém feitas pelos profetas do Antigo Testamento.

“Nós te agradecemos pelo Estado de Israel, a tocha solitária da liberdade no Oriente Médio, que vive e prospera por causa de seu amor eterno pelo povo judeu”, afirmou Hagee.

“Jerusalém é a cidade onde o Messias virá e estabelecerá um reino que não terá fim”, lembrou. “Que seja anunciado ao mundo hoje que Jerusalém vive… Que cada terrorista islâmico escute essa mensagem: Israel vive. Que seja ouvida na sede das Nações Unidas e no palácio presidencial do Irã e a todos os homens: Israel vive”, anunciou, encerrando com as palavras: “não pestaneja nem dorme aquele que guarda Israel… Quem pode dar um aleluia?”.

Gospel Prime

SEM COMENTÁRIOS

Responda