Se não tiver amor

0

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver amor, nada serei. Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá.” (1 Coríntios 13.1-3)

A vida se torna um “ainda que”, se não houver amor. Paulo explora diversos aspectos da espiritualidade cristã e diz que tudo é vão se não houver amor. Ainda que eu fale línguas, sejam as muitas dos homens ou quantas forem as dos anjos, sem amor jamais poderei ser porta voz do Reino de Deus. Ainda que eu profetize e tenha a resposta para as mais difíceis questões teológicas ou existenciais, e tenha tanta fé que por ela faça montanhas se moverem, embora tudo isso me faça grande aos olhos das pessoas, aos olhos de Deus eu nada serei. Ainda eu que demonstre imensa generosidade e disposição em sacrificar-me, se não tiver amor, serão esforços e sacrifícios inúteis, pois não terão valor algum. Mas por quê?

Porque em nossa fé amar sempre vem primeiro e é indispensável. É o maior valor da nossa fé. É, de fato, a medida de nossa espiritualidade. Não são as maravilhas, o conhecimento, o poder ou o sobrenatural, mas o amor. É ele que autentica a vida cristã. Línguas, profecia, conhecimento, milagres e maravilhas são apenas coadjuvantes, apenas possibilidades, podem ou não ter lugar, pois não são indispensáveis. O amor é indispensável. O amor com seus gestos singelos de acolhimento, bondade, apoio e serviço. Isso não faz sentido para nós, porque não sabemos verdadeiramente o que seja a vida. Gostamos do que impressiona e nos descuidamos do que edifica. O amor é nossa dívida impagável e é amando que a justiça de Deus se manifesta por meio de nossa vida (Rm 13.8), pois quem ama o próximo está cumprindo a Lei.

Precisamos aprender a amar. Precisamos reconhecer nossa incapacidade em amar. Devemos pedir a Deus para que nos ensine e capacite a amar. Em todo lugar o que mais tem faltado são pessoas amorosas. Infelizmente, inclusive no ambiente religioso. Aprendemos a cantar, a liderar cultos, a ensinar a Bíblia, mas e quanto ao amor? Quanto já aprendemos? Apesar de tantos poemas, músicas e declarações emocionadas, falta amor por todo lado. E por isso a vida acabe se revelando feia e vazia, incompleta e carente de sentido. Apesar de tantas ferramentas que poderiam ajudar, ainda não sabemos nos comunicar. Não compreendemos e nem somos compreendidos. E mesmo tendo criado tecnologias maravilhosas que encurtam distâncias, há abismos entre nós. Por isso, escolha o amor e ambicione amar. Ame. Sem amor, tudo mais perde o valor!

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda