Um modelo de espiritualidade

0

“O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.” (Salmos 23.1)

Todos precisamos de modelos. Não nos edificamos nos tornamos adultos e responsáveis sozinhos. Aprendemos uns com os outros. Há sempre alguém que nos inspira pessoas que, consciente ou inconscientemente, imitamos. Temos modelos nas mais diversas áreas de nossa vida e também precisamos de modelos de espiritualidade. Paulo, à luz disso, ofertou-se como modelo aos cristãos da cidade de Corinto. Ele disse: “Sejam meus imitadores” (1 Co 4.16). Um pouco mais a frente, na mesma carta, ele acrescenta: “Tornem-se meu imitadores como eu sou de Cristo” (1 Co 11.1). Ele desejava levar aqueles irmãos a serem verdadeiros seguidores de Cristo e sabia que era importante que tivessem um modelo a seguir. E o apóstolo corajosamente ofertou-se como modelo.

Davi também nos serve de modelo. Ele expõe sua espiritualidade no salmo 23 e nela encontramos perspectivas riquíssimas para nossa vida com Deus. Embora tendo vivido muito tempo antes de Cristo, sua espiritualidade é encantadoramente harmoniosa com o ensino de Jesus. Jesus ensinou seus discípulos a orarem a Deus chamando-o de “Pai”. Uma oração que simboliza uma relação próxima, fundamentada no amor. Davi declara em seu salmo que o Senhor é o seu pastor. Há amor e compromisso nessa declaração. A espiritualidade de Davi é marcada pelo pertencimento amoroso. Tudo mais só acontece porque Davi pertence a Deus. Davi, como pastor de ovelhas, enfrentou perigos para protegê-las. Davi se via como uma ovelha sob o cuidado de Deus. Sua vida estava guardada pela vida de Deus. Veja bem: na espiritualidade cristã não é Deus que entra para a nossa vida! É mais que isso. Deus nos leva para a Sua vida. Ele nos inclui em Sua vida (Cl 1.13-14).

Estar incluído na vida de Deus nos possibilita aprender um novo jeito de viver. E quanto mais aprendemos, mais será verdade o restante da frase de Davi: “de nada terei falta”. A comunhão com Deus supre, fortalece, produz contentamento. Cada vez menos precisamos ter tudo. Cada vez menos precisamos ter mais. Tendo o Senhor como nosso pastor, aprenderemos que a vida de uma pessoa “não consiste da quantidade dos seus bens” (Lc 12.15). E quanto mais isso se desenvolver em nós, mais livres somos. Pertencer a Deus é o princípio da espiritualidade cristã e está presente na espiritualidade de Davi. Se deseja um modelo para sua vida espiritual, eis o de Davi, que na verdade traduz o modelo ensinado por Cristo. É tão simples quanto profundo. Que o Senhor seja o seu pastor! E, quanto mais Ele for, menos falta haverá, ainda que você tenha muito pouco.

 

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda