Pranto em regozijo

0

Converteste o meu pranto em dança, tiraste meu pano de saco e me vestiste de alegria; para que eu te cante louvores e não me cale. Senhor, meu Deus, eu te louvarei para sempre! (Salmos 30.11,12).

Esta é a afirmação muito segura de Davi num contexto de perseguição dos seus inimigos e de livramento do Senhor. Ele atribui a Deus esse milagre. Que o Pai o tirou de uma profunda tristeza e o cingiu ou revestiu de alegria. Houve uma transformação plena em Davi. Ele havia pedido essa dádiva. O nosso Deus é misericordioso e benigno. Davi desejava ter essa experiencia do pranto em regozijo para que a sua alma não se calasse e cantasse louvores ao Senhor para sempre. Temos um Pai maravilhoso que nos ama e tem todo interesse em nos ver experimentando dia após dia a Sua preciosa graça. Ela é maior que o nosso pecar. Também nos basta e se aperfeiçoa em nossa fraqueza (2 Coríntios 12.9,10). O Senhor faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor (Isaías 40.29). O Senhor convida os cansados e sobrecarregados para os aliviar (Mateus 11.28-30). O nosso Pastor Supremo nos conduz aos pastos verdejantes e nos faz descansar em Seu amor e Sua fidelidade.

O nosso choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmo 30.5). Davi sabia que o seu interior e as circunstâncias tinham um poder muito grande sobre ele. Na verdade, somos vulneráveis, frágeis, limitados e sujeitos a fracassarmos. Deus conhece profundamente a nossa estrutura. Conhece perfeitamente os meandros da nossa alma. Ele vasculha com exatidão os recônditos do nosso ser. Somos absolutamente vulneráveis à sua sondagem (Salmos 139). O que nos traz descanso e segurança é o fato de que temos um Deus que nos ama incondicionalmente (Isaias 49.15; João 3.16; 1 João 4.8). 

Deus é o nosso refugio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Todos os dias devemos nos aquietar e saber que Ele é o Deus Soberano, revestido de glória e majestade (Salmo 46). É maravilhoso confiarmos nesse Deus infalível. Sendo tão sublime, Ele se importa conosco. Ele nos guia pelo Seu Espírito. Aprendamos a agradecer todos os dias. Seja qual for a circunstância, o Senhor deve ser o motivo do nosso louvor. Ele deve ser sempre o nosso prazer. Ele deseja que andemos em obediência, permanecendo em Cristo Jesus, Seu Filho Amado (João 15.1-11).

Somos filhos de Deus e aguardamos um futuro magnifico com Ele. Esta era a certeza de Jesus (João 14.1,2). O nosso pranto aqui será transformado em regozijo, folguedos, prazer eterno (Apocalipse 21.4). Nada, absolutamente nada, nos poderá separar do Seu amor que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 8.39). Em nossa peregrinação cristã, o Senhor nos chama ao banquete, à festa, celebração e comunhão. Onde há um Deus solidário não haverá solitários.

Cada um de nós precisa da manifestação da graça poderosa de Deus em Cristo Jesus. Ele nos chama ao descanso no Seu poder (Salmos 37.7). Ele tem todo o interesse em nos ver bem-sucedidos. O segredo é permanecer na Videira que é Cristo Jesus, o Senhor (João 15.1-11). Deus transforma poderosamente o pranto em regozijo, a tristeza em alegria, a autossuficiência humana em Sua dependência; a arrogância em humildade; a murmuração em cântico; o desanimo em ânimo; a visão curta em visão longa; a percepção estreita em visão muito ampla.

O Pai sempre nos chama a alegria, ao prazer, ao contentamento e a harmonia em Cristo Jesus. O Senhor é plenamente capaz de mudar o coração. Quando surgirem as enfermidades, a dor, a perda de um ente querido, o incomodo, a tristeza profunda, a depressão, angústia, abatimento profundo, não nos esqueçamos do convite de Jesus (Mateus 11.28-30). Deus nos chama a uma vida de alegria, entusiasmo, criatividade, serviço e solidariedade.  

Em nossa caminhada cristã, o Senhor nos convida a cear com Ele com alegria e singeleza de coração. Ele é a nossa companhia constante e enternecedora. A alegria do Senhor é deve ser sempre a nossa força e o nosso cântico (Neemias 8.10). Diante das provações, das tempestades e crises da vida não nos esqueçamos de que temos um Senhor que transforma poderosamente o nosso pranto em regozijo, profunda alegria para a Sua própria glória.   

Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ
Colunista deste Portal

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda