Uma fé vizível

0

“Se um irmão ou irmã estiver necessitando de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: ‘Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se’, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso? Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta.” (Tiago 2.15-17)

Há uma grande diferença entre uma boa intenção e uma boa ação. A boa intenção, embora boa, não realiza nada. Não consola, não alimenta, não apoia, não fortalece… é apenas uma boa coisa que nos habita e nos diz: “é isso que você deve fazer!”. Uma boa ação é algo concreto, é a vida da boa intenção. Faz parte da história e muda a história! Ela pode fazer tudo que a boa intenção apenas pretende. No final, a boa intenção morre e desaparece. Já a boa ação produz frutos e gera gratidão. Fica! De que valem as boas intenções? Como se diz, “de boa intenção o inferno está cheio!”. Precisamos de boas ações, de dar voz, mãos e pés às boas intenções. A fé também é assim. Ela é íntima e nos habita, mas precisa nos levar a fazer algo.

Há uma grande diferença entre acreditar e viver o que se acredita. Acreditar é apenas algo como um saber íntimo de que aquilo é verdade. É preciso que vivamos o que acreditamos. A fé cristã não é do tipo “acreditar”, mas do tipo “viver o que se acredita”. Ou ela é assim ou é uma fé morta. Deus é o Criador, pois Ele criou. Deus é amor, porque Ele ama e demonstra seu amor. No Antigo Testamento os hebreus deram diversos nomes a Deus: o Deus que provê, o Deus que cura, o Deus Todo Poderoso… todos esses nomes expressam algo que experimentaram. Nosso Deus é vivo e nossa fé nele deve ser também viva!

A vida de nossa fé e sua força não estão nos benefícios que podemos obter, nas bênçãos que podemos receber. A vida da fé cristã se manifesta no que fazemos por causa dela. Está nas atitudes que a demostram. Atitudes que revelam o Deus em quem cremos. Ela se revela em nosso amor, ética, paciência, misericórdia, bondade e em tantas outras atitudes que tem a ver com Deus. O Deus que nos amou e nos deu Jesus. A fé cristã produz ações cristãs e não apenas hábitos religiosos. A fé cristã não é invisível. Muito pelo contrário!

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda