Após ouvir a voz de Deus, mulher doa rim à criança

0
8

Uma mãe de cinco filhos decidiu passar pela arriscada cirurgia de transplante de rim para ajudar uma menina de 8 anos, enquanto toda a igreja orava pela saúde da criança.

Kari Woods, de Indiana, nos Estados Unidos, estava atuando como voluntária na Escola Bíblica de Férias quando soube da condição de Abby Steinard, de 8 anos.

Abby foi diagnosticada com insuficiência renal e era submetida diariamente a nove horas e meia de diálise para sobreviver. Sua situação só poderia melhorar se ela recebesse um transplante de rim.

Enquanto toda a igreja orava pela condição da criança, Kari revelou que uma voz a instruiu a tomar uma atitude. “Eu continuava ouvindo Deus me dizer: ‘Dê a ela o seu rim’”, disse a ela à Inside Edition.

Kari decidiu refletir e orar sobre o transplante de rim antes de tomar uma decisão. No entanto, quando soube que compartilhava o mesmo tipo sanguíneo da criança (O -), “soube com certeza que aquela era a voz de Deus”.

De acordo com a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), a doação aumenta o risco insuficiência renal ao longo da vida. Os doadores podem ter pressão alta quando ficarem mais velhos ou apresentarem um excesso de proteína na urina, o que leva o corpo a reter fluídos e sódio, causando inchaço nos tornozelos e abdômen.

Quando questionada por que decidiu enfrentar todos os riscos para entregar um órgão vital a uma criança que ela mal conhecia, Woods disse que só precisa de um rim para sobreviver.

O transplante de rim ocorreu no Hospital St. Vincent, em dezembro do ano passado, e a cirurgia foi um sucesso. As duas ficaram com grandes cicatrizes após a cirurgia, mas felizes por Abby, hoje com 9 anos, não ter mais que passar pelo tratamento de diálise.

“É difícil comparar isso com o nascimento de uma criança, mas é parecido, no sentido de que você está salvando uma vida”, afirma Kari.

Com informações do Christian Post

Compartilhar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.