As intenções de Deus

0
“Jesus lhe respondeu: Se você conhecesse o dom de Deus e quem lhe está pedindo água, você lhe teria pedido e ele lhe teria dado água viva.” (João 4.10) 

Viver pela fé é um princípio fundamental da vida cristã. E a fé é o que nos encaminha ao conhecimento de Deus. Sem fé é impossível agradar a Deus (Ef 1.6), porque sem fé não podemos conhecer ou nos relacionar com Ele. Pois é necessário que creiamos em Sua existência, mas não somente nisso, que creiamos também em Sua escolha, em sua intenção de nos abençoar. Um dos esforços divinos revelados nas Escrituras é o de nos levar a crer em Seu amor. Ele é por nós e não contra nós. Ele deseja nos abençoar e Sua vontade é a melhor das possibilidade de nossa vida. Quanto mais (re)conhecemos o quanto somos amados por Deus, mais coragem temos para nos relacionar com Ele e confiar em Seus propósitos. E isso é transformador! O amor de Deus nos liberta. 

A questão de nossa relação com Deus não é quem somos, mas quem Ele é. Quem Ele é para nós é decisivo a respeito de quem nos tornaremos ao longo da vida. Ele sabe lidar com nossa história, limitações, maldades e intenções reprováveis. É sobre isso que Jesus está falando com a samaritana. Ela estava diante da concreta manifestação do amor de Deus: Jesus. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha vida eterna” (Jo 3.16). Por isso Jesus diz: “Se você conhecesse o dom de Deus e quem lhe está pedindo água…”. Jesus nos possibilita acesso completo a Deus, à Sua graça, amor, bondade, misericórdia e tudo mais sobre Deus. Cristo nos uni a Deus. Em Cristo somos libertos do reino das trevas e incluídos no Reino de Deus (Cln 1.13). Nele temos vida eterna. 

Isso é mais que apenas ter a esperança de viver depois da morte. É viver a vida terrena desfrutando vida eterna. A vida de Deus entra na nossa vida. E quando a vida de Deus entra na vida de uma pessoa ela se reencontra com o significado da existência. Ela pode ir além das relatividades do reino dos homens e, mesmo vivendo num mundo de incertezas, desfrutar da segurança de certezas eternas e assim experimentar o absoluto da vida. Se a samaritana compreendesse isso, pediria e receberia. Pois Cristo veio não para ver se merecemos o perdão, a graça e o amor de Deus. Veio para nos dar. Entre nós e tudo que Cristo é e fez por nós está nosso mérito ou demérito. Está nossa escolha por crer ou duvidar. Se crermos nas intenções de Deus para conosco, isso mudará nossa vida. Ele ama você! Jamais duvide disso.

ARTIGOS SIMILARES

0

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda