Conselhos para crescer em santidade

0

Lendo o capítulo 3 da carta aos Colossenses, encontramos uma exortação à vida em santidade. Estou chamando essas exortações de conselhos e gostaria de compartilhá-los com você, nesse momento.

“…buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus” (Colossenses 3:1). O primeiro conselho para quem quer crescer em santidade é buscar as coisas de cima. A pergunta clara e objetiva é: Você tem feito isso? Buscar é uma atitude contínua e habitual, não é algo que se faz apenas uma vez. A ideia do texto é de alguém que sempre, constantemente está procurando as coisas do alto. 

As pessoas perdem muito tempo no que não acrescenta nada à vida de ninguém, sendo assim, é muito importante termos em mente que quem quer crescer em santidade deve viver uma vida de busca pelas coisas do alto, uma busca constante pelo Reino de Deus, como diz Mateus 6.33: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33).

Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra” (Colossenses 3:2). Além de buscar, quem quer crescer em santidade deve pensar nas coisas de cima. A ideia é de alguém que coloca sua mente sempre ligada nas coisas do alto, alguém que ocupa sua mente com as coisas de Deus. O que tem ocupado sua mente? Há um ditado muito conhecido que diz o seguinte: “Mente vazia é oficina do Diabo”. Concordo plenamente. Se você quer crescer espiritualmente, trate de fixar sua mente nas coisas do alto, no Reino de Deus, na Bíblia.

É interessante lembrar que este mundo onde vivemos não nos ajuda em nada nessa tarefa. O que eu quero dizer? Quero dizer que as “atrações” do mundo não nos levam a pensar em Deus e no Seu Reino, mas, ao contrário, fazem-nos colocar coisas erradas (pecados) em nossa mente, impedindo-a de se desenvolver da forma com o Deus quer. O mundo sem Deus não tem nenhum compromisso com nosso crescimento espiritual ou em santidade, ao contrário, leva-nos a pensar de forma medíocre, de um jeito que não agrada ao Pai. Se você quer crescer em santidade, pense nas coisas de cima.

Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o apetite desordenado, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria” (Colossenses 3:5). Mortificar é fazer morrer, eliminar. Quem quer crescer em santidade precisa ter esse compromisso. O mundo sem Deus tem nos ensinado uma vida de satisfação dos desejos, mas Deus nos ensina um viver diferenciado, onde devemos eliminar nossa natureza terrena.

O apóstolo Paulo traz uma lista “inacabada” de pecados que devemos eliminar de nossa vida. Digo inacabada, pois a preocupação dele é nos dar exemplos de coisas que são da carne, que não glorificam a Deus e que devem deixar de existir em nossa vida. A lista de pecados é enorme, e uma coisa é certa: devemos matar, mortificar, eliminar esses pecados, se queremos crescer em santidade.

“Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca” (Colossenses 3:8). Continuando a falar da nossa atitude em relação aos pecados, o apóstolo usa o termo “despojai-vos”, que significa “tirai a roupa, livre-se de tudo”. Quando nos convertemos, entregando nossas vidas ao Senhor, temos que trocar de roupa – tiramos a roupa velha (pecados) e colocamos a roupa nova (virtudes). Todo aquele que quer crescer em santidade sempre buscará jogar fora a roupa velha, pois sua intenção é de sempre agradar a Deus. Aquele que se diz cristão, mas continua se entregando ao pecado, demonstra que ainda não é cristão, está enganado, precisando da salvação através de Jesus Cristo.

Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade” (Colossenses 3:12). Depois de falar da roupa velha que deve ser jogada fora, o apóstolo Paulo fala sobre a roupa que devemos vestir (a roupa nova, a roupa das virtudes). Sim, quando alguém se converte, joga fora a roupa velha e se veste da nova. Paulo começa a falar de várias características dessa roupa. Olhando para elas, quero destacar uma: “E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição” (Colossenses 3:14). Se o amor está acima de tudo, devemos pensar no quanto temos amado. Não estou falando do amor de filmes e novelas, do amor de palavras, mas daquele amor que muda nosso comportamento em relação ao próximo, aquele amor que nos leva não só a querer o bem do outro, mas a fazer algo pelo bem do outro. É assim que tem sido sua vida? O que o amor tem levado você a fazer? Lembre-se que a Bíblia diz que nada vale se não for feito por amor (1 Coríntios 13). Se você quer crescer em santidade, coloque a roupa nova, sobretudo, a roupa do amor.

A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração” (Colossenses 3:16). Como última característica, algo que é essencial: ter a palavra de Cristo abundantemente em nós. A mesma palavra é chamada de Palavra de Deus, certo? Em um mundo podre como o nosso, é essencial que a palavra de Cristo esteja em nós de forma abundante, e não superficialmente. Tenho visto pessoas se dedicando a muitas coisas, aprendendo muitas ciências humanas, mas sem noção alguma da palavra de Cristo. Que pena! Estão adquirindo o conhecimento humano, porém, não estão se preocupando com aquele conhecimento que pode nos tornar sábios para a salvação (2 Tm 3.15). O conhecimento da palavra de Cristo é muito mais importante que qualquer outro conhecimento, pense nisso. Se você quer crescer em santidade, deixe a palavra do Senhor habitar abundantemente em você.

Todos esses conselhos aqui citados são importantes, mas é bom lembrar de algo que está lá no começo do capítulo 3 de Colossenses: “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus” (Colossenses 3:1). Os conselhos aqui expostos são para aqueles que já ressuscitaram com Cristo. Falando de forma clara: esses conselhos são para aqueles que creem em Jesus como Senhor e Salvador e já se entregaram a Ele. Você já fez isso? Se não fez, não adianta seguir esses conselhos, pois eles de nada valerão.

Em um mundo que continua acreditando que todos que morrem vão para o Céu, é bom sempre lembrar que quem não crê em Jesus “já está condenado” (João 3.18). Quando o apóstolo Paulo fala de ressuscitar com Cristo, ele está se referindo ao batismo, que significa morrer para o mundo e viver para Deus. Se você já passou por esse processo, siga os conselhos aqui descritos, para crescer em santidade e estar em maior comunhão com o Pai.

 

Wanderson Miranda de Almeida
Colunista deste Portal
www.wandersonmiranda.com

ARTIGOS SIMILARES

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda