Um grande coração

0

Diferente de um coração grande. Este significa enfermidade. Um grande coração pulsa o coração de Deus. Coração sensível. Empático. Absolutamente comprometido com o alívio do sofrimento humano e com suas mazelas. Grande coração não é retórica, mas uma percepção apurada e compassiva da realidade humana; e uma intenção pura para abençoar o próximo. Só é possível mudar o Brasil pela sensibilidade de um grande coração. O grande coração é amoroso.

Um grande coração não é estático, mas dinâmico. Não é alienado, mas presente. Não é exclusivo, mas inclusivo. Não alija, mas integra. Não causa divisão, mas unidade.  Não é frio, gélido, mas aquecido pelo amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Na Bíblia, temos alguns exemplos de grande coração: José do Egito, Raabe, Ester, Dorcas, o centurião de Cafarnaum, o centurião Cornélio. Homens e mulheres falhos, mas conectados ao Senhor de profundo amor. O grande coração é filantropo. Ele ama em vez de ser amado. Serve em lugar de ser servido. Abençoa porque já é abençoado pelo Senhor.

Um grande coração é amoroso, encorajador, paciencioso, compassivo, serviçal, íntegro e construtor de pontes, facilitador. Ele é revolucionário. Proativo. Está pronto a caminhar a segunda milha. A perdoar os que o ofendem (Mateus 5.43-48). Aqueles que têm um grande coração percebem as necessidades e procuram supri-las. Um grande coração não faz média, mas é sincero. Não fica prometendo, mas faz, realiza. É um grande construtor de sonhos e metas arrojadas que beneficiam o próximo. Martin Luther King Jr. Disse: “A questão mais urgente da vida é o você está fazendo para os outros”.

Um grande coração acredita. Ele é perseverante. Abundante em atitudes e ações nobres. Não julga. Sabe que o julgamento pertence a Deus (Mateus 7.1-5). Um grande coração é interativo e proativo. Constrói amizades sinceras sem segundas intenções. O seu interesse é beneficiar o próximo. O grande coração não se acomoda no bom, mas quer sempre o ótimo, excelente. Não busca os seus interesses, mas os do próximo. Ele é um facilitador por excelência.

Um grande coração combate a injustiça, a miséria, violência, fome e todas as atitudes e atos injustos e imorais. Está comprometido com a justiça, verdade, integridade, transparência, retidão e excelência em tudo o que faz. Um grande coração não nasce com a gente, mas é formado em Cristo Jesus no processo da vida. Faz parte do caráter de Cristo Jesus formado em nós. Um grande coração não é enganoso, mas verdadeiro. Não é impuro, mas puro. Não é vazio, mas consistente em amor. Atitudes e atos nobres brotam de um grande coração que um dia nos foi transplantado pelo Senhor (Ezequiel 36.26,27).

Uma vez possuídos de um grande coração, temos a capacidade de dialogarmos, interagirmos, encorajarmos e construirmos grandes amizades que perduram. Um grande coração descansa na fidelidade de Deus. Não fica ansioso (Mateus 6.25-34). Não entra em pânico. Não anda inseguro. Alegra-se em servir ao próximo no caráter de Cristo Jesus. Não mede esforços para ajudar os que mais precisam. Não é interesseiro, mas tem grande interesse em ajudar o próximo, sempre creditando a Cristo Jesus todo o mérito.

Jesus Cristo sempre agiu com um grande coração para ensinar os valores do Reino de Deus; para pregar todo o Evangelho e para curar as enfermidades, aliviar as dores e levar salvação aos perdidos, sem esperança (Atos 10.38). Um grande coração é terapêutico, é remédio para a lama. Colírio para os olhos. Um grande coração celebra a Jesus Cristo, o Senhor, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João 1.29). Louvado seja Deus pelo grande coração que nos foi outorgado pela obra de Cristo Jesus na cruz!

Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ
Colunista deste Portal

ARTIGOS SIMILARES

0

SEM COMENTÁRIOS

Responda