Por que Deus rejeitou o rei Saul

0
1841

Quando Deus rejeita uma pessoa, as consequências se tornam nada agradáveis. A história de Saul está registrada no primeiro livro do profeta Samuel. O povo de Israel estava sendo dirigido por Deus através do profeta Samuel. Aconteceu, porém, que o povo de Israel passou a desejar ser igual às demais nações, isto é, ser governado por um rei. Samuel muito se ofendeu. E Deus, por Sua vez, disse que atendesse ao pedido dessa gente; porque quem deveria se ofender, seria Deus, pois Ele mesmo estava sendo rejeitado. O pedido foi atendido. O povo se alegrou e festejou. Quanto tempo durou essa alegria? – apenas um ano. Já no inicio, Saul começou a deixar de ser um rei segundo o coração de Deus. No segundo ano, ele foi rejeitado por Deus. Por quê? Porque Deus havia dado ordem para que destruísse totalmente os amalequitas, inclusive o gado e as ovelhas. Saul, porém, poupou o melhor do gado e das ovelhas, dizendo que era para sacrificar a Deus.

Por ventura, Deus tem tanto prazer em sacrifícios e holocaustos? Eis que, obedecer é melhor do que sacrificar; pois a rebelião é como o pecado de feitiçaria, diz o Senhor. Considerando este fato, Deus escolheu em seu lugar um rei segundo o Seu coração, que cumpriria toda a Sua ordem. E esse rei, ainda adolescente, chamava-se Davi, que veio a ser o soldado mais importante no exercito de Saul; porém, tornou-se para Saul um elemento indesejável, provocado pelo ciúme que passou a sentir, assim que as mulheres o exaltavam mais que o próprio Saul. De maneira que, Davi passou a ser perseguido por Saul. Vamos agora, a alguns comentários que julgamos importantes: toda vez que o Espírito de Deus se retira de uma pessoa, abre-se a porta para a entrada de um espírito contrário à pessoa de Deus. Desde então o rei Saul passou a ser atormentado por esse espírito. No principio, guiado pelo Espírito Santo, o rei Saul era um homem, admirado pelo povo; agora, porém, é um homem contra a vontade de Deus.

A Bíblia nos recomenda: “Não deis lugar ao Diabo”. Determinado seguimento religioso, desobedece este mandamento, porque passa a conversar com este inimigo de Deus, como se fosse semelhante à qualquer de nós. Entretanto, o mesmo não acontecia com o Senhor Jesus, pois Este o repreendia e ordenava que calasse e se retirasse daquele que era endemoninhado. Que aconteceu com o rei Saul depois? Como vimos, ele passou a ser atormentado por um espírito mau, que o induzia à violência, afastando-o totalmente dos planos de Deus. Qualquer pessoa pode ser induzida a agir da mesma forma, a partir do momento em que deixa de ouvir a voz de Deus.

E, para livrar-se desses tormentos, ele procurou uma mulher que tinha poderes de lidar com a alma dos falecidos; e nessa situação procurou falar com o profeta Samuel já a muito falecido. Satanás tem poderes de simular a aparição ou voz de uma pessoa falecida; e assim a porta está aberta para que Satanás entre em cena para enganar pessoas e a própria humanidade. E a pessoa desesperada aceita tudo como verdade. Nem um ser humano tem poderes de transportar a alma de um falecido, para trazer-nos a mensagem celestial. Este ato não passa de ação diabólica, na qual muita gente acredita, pensando ser verdade. E assim, a humanidade caminha de mal a pior. Porém, Deus tem poder suficiente para libertar essas pessoas com o poder do sacrifício de nosso Senhor Salvador Jesus Cristo. Fica aqui a mensagem: Não vos deixeis enganar pelo diabo; mas aceitai a mão poderosa de Jesus.

Pr. Timofei Diacov
Colaborador deste Portal
ruthverzutti@gmail.com

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.