Após solicitação do Senado, Globo retira cenas impróprias da novela ‘Babilônia’

0
77

Sen. Magno MaltaApós o senador Magno Malta enviar um ofício ao ministro da justiça, José Eduardo Cardozo, cobrando a reclassificação indicativa da novela “Babilônia” (14 anos), a rede Globo decidiu retirar as cenas que mostravam prostituição e procedimentos, como aborto do roteiro da trama.

A decisão foi comentada pelo senador próprio senador, que celebrou o fato, mas alertou para um contexto da influência da mídia sobre crianças e adolescentes, que vão além da citada novela.

“O que nós temos que estar atentos, daqui para a frente, é até com filmes e desenhos [animados] que propõem a violência e esta classificação [indicativa]”, destacou.

O senador também falou sobre uma recente declaração da atriz Glória Pires, que afirmou que não apoia o fato de que seu filho assista a novelas (principalmente as das 21h).

“Se ela não quer isto para o filho dela, imagine se vamos querer para os nossos filhos”, disse.

Estratégia

Apesar de ser recebida como uma vitória dos defensores dos Direitos da Família, a retirada das cenas consideradas impróprias do roteiro da novela das 21h pode mostrar uma realidade um pouco mais complexa.

Caso a classificação da novela fosse redefinida, isto levaria também à mudança de horário (mais tarde) na emissora, saindo assim do chamado “horário nobre”.

Ao que tudo indica, neste caso, foi preciso retirar as cenas impróprias para que a programação se encaixasse na classificação indicativa atual.

O documento elaborado pelo senador Magno Malta teve como base o Guia Prático de Classificação Indicativa, organizado pela Secretaria Nacional da Justiça, que classifica como impróprias para menores de 16 anos, cenas que ilustrem contextos de prostituição, tráfico ou consumo de drogas ilícitas e aborto.

Com informações do Guiame

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.