Projeto Rússia: A Copa passa, mas as palavras de Jesus, não

0
150

Lembro que tinha 12 anos quando abri um livro para estudar russo pela primeira vez. Naquele momento, minha única convicção era de que Deus tinha algo para mim naquele país. 

Foi depois de um processo de quase 20 anos de espera que finalmente eu e minha família (esposa e duas filhas pequenas) desembarcamos na Rússia. Tínhamos muitas expectativas e sonhos sobre nosso futuro, e no decorrer dos anos experimentamos muito do cuidado divino e presenciamos os milagres de Deus em nossas vidas. Deus nos sustentou em todas as nossas necessidades. 

Com o tempo, por caminhos totalmente inesperados, Ele nos conduziu para um ministério ligado ao futebol. E foi assim que em 2010 realizamos nosso primeiro trabalho com futebol. Naquele ano trouxemos uma equipe de ex-jogadores vindos do Brasil para um projeto de curto prazo. Foram realizadas várias clínicas, jogos, testemunhos em igrejas, entrevistas para a TV local e etc. O resultado não poderia ser diferente, os brasileiros foram um sucesso enorme! Por isto, em 2011, outra vez o projeto aconteceu. A Rússia era um campo imenso e estava pronta para ser explorada por esta ferramenta tão interessante de evangelização que é o futebol. 

Naquele mesmo ano tivemos que voltar para o Brasil para assumirmos outras responsabilidades em nosso ministério. E apesar das dúvidas e questionamentos que surgiram em nossos corações, o desejo de servir ao Senhor, independente do local, foi mais forte. Mas nossa ligação com a Rússia não havia acabado, nem os planos de Deus se esgotado em relação a isto. 

Certa vez, numa conferência em Minas Gerais, conhecemos um pastor russo que nos convidou para desenvolvermos um projeto de futebol novamente por lá. Sabíamos que era Deus abrindo as portas outra vez. Assim, no ano seguinte, voltamos e realizamos um treinamento para vários russos que desejavam implementar um ministério de futebol em suas cidades. Vieram pessoas de toda a Rússia. Naquele mesmo projeto, promovemos clínicas de futebol para crianças e adolescentes, e muitas outras atividades de evangelismo em São Petersburgo e arredores.

Em 2016, o Projeto Rússia já havia chegado a quatro regiões distintas da Rússia, incluindo a Sibéria. Infelizmente não havia como atender a tantos outros pedidos por falta de recursos humanos e financeiros. Só naquele ano trabalhamos com mais de 600 crianças durante duas semanas; visitamos várias igrejas, orfanatos e escolas testemunhando do Senhor. Lembro que, enquanto estávamos lá, entrou em vigor uma lei antimissionária no país, e isto limitou nossas ações. Para nossa surpresa, fomos despejados do lugar onde estávamos hospedados, uma escola-internato, pois o diretor temia de estar abrigando membros de uma “seita” ocidental. Mas isto não nos desanimou. Conseguimos outro lugar para ficar, e prosseguimos com o trabalho. 

Ao longo dos anos, conhecemos muitas pessoas e fizemos muitas amizades, e esta é a maior marca do Projeto Rússia: a amizade e os relacionamentos que são gerados. Quem vai para o Projeto não apenas oferece, mas também recebe muito carinho, atenção, amizade e vida!

E o resultado de todo este esforço? Escolinhas de futebol, frutos de um trabalho árduo, foram criadas por irmãos e irmãs russos nos últimos tempos. Ao total, agora cinco escolinhas de futebol funcionam em três regiões distintas atendidas pelo Projeto, e em outra região surgiu o pedido de apoio a escolinhas cristãs que já existem lá. Convites insistentes da Ucrânia e Bielorrússia (o país mais fechado da Europa para o Cristianismo) chegam até nós para também darmos apoio ao trabalho nestes locais.

O futebol abre portas, é uma ferramenta impressionante para propagação do Evangelho. Não queremos parar. Sabemos que a Copa da Rússia irá passar, mas as palavras de nosso Jesus não, e estas são palavras de salvação e vida!

Por Leialdo Pulz

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.