Cinebiografia de Edir Macedo ficou em segundo lugar entre os filmes mais vistos no Brasil

0
202
“Nada a Perder – Contra Tudo. Por Todos”

A cinebiografia do bispo Edir Macedo, Nada a Perder, ficou em segundo lugar na lista dos filmes mais vistos pelos brasileiros nos cinemas em 2018. O longa-metragem só ficou atrás do blockbuster da Marvel, Vingadores: Guerra Infinita.

A empresa ComScore afirmou que o filme sobre a trajetória de Edir Macedo alcançou a marca de 12,1 milhões de espectadores – tornando-se assim o filme nacional com maior público. Logo à frente, a superprodução da Marvel arrastou 14,4 milhões de espectadores. Em terceiro lugar ficou a animação da Pixar Os Incíveis 2, que levou 9,8 milhões de espectadores, seguido por Pantera Negra, também da Marvel, com 7,4 milhões.

“No cinema nacional, quem teve melhor desempenho depois da cinebiografia de Macedo foi o filme Os Farofeiros, com público de 2,6 milhões, seguido por Tudo Por Um Pop Star, com 1,1 milhão”, de acordo com informações do jornal O Globo.

Polêmicas

Nada a Perder ocupou as manchetes da grande mídia ao longo de todo seu período em cartaz por conta de uma polêmica envolvendo a venda de ingressos. Em sua maioria, as reportagens insinuavam que a Igreja Universal estaria comprando ingressos, ou orientando seus fiéis a comprarem, para que a produção distribuída pela Paris Filmes alcançasse o topo do ranking.

Muitas salas de exibição com lotação esgotada foram fotografadas vazias durante a exibição do filme, e por diversas vezes a denominação fundada pelo bispo Edir Macedo reagiu acusando a imprensa de perseguição.

Por fim, Nada a Perder entrou em cartaz no serviço de streaming Netflix após negociação em que a empresa aceitou pagar R$ 20 milhões pelos direitos, a maior quantia por um filme de língua não inglesa.

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.