É tempo de semear e colher!

0
474

João 4.31-38

Depois de dialogar com a mulher samaritana no poço de Jacó, o Senhor Jesus, diante da insistência dos Seus discípulos para comer, dá a eles uma grande lição ao dizer: “tenho uma comida para comer que não conheceis” (João 4.32). No verso seguinte, os discípulos revelam que não entenderam a palavra de Jesus. A seguir, no verso 34, Jesus fala da comida mais importante para aquele que O segue e O serve: “A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e completar a Sua obra”. Esta tem sido a nossa comida? Esta verdade é a que nos satisfaz plenamente? Ou estamos mais preocupados com o nosso estômago?

Mesmo faltando quatro meses para a colheita do trigo (v.35), o Senhor Jesus os ordena a levantarem os olhos, a terem a visão dos campos prontos para a colheita fazendo uma comparação em relação às necessidades do homem morto em seus delitos e pecados. Devemos ver os campos e as cidades cheios de pessoas perdidas, sem salvação, que estão prontos para ouvirem o evangelho de Cristo e O receberem como Salvador e Senhor. Precisamos aproveitar todas as oportunidades para semearmos o evangelho de Cristo e colhermos vidas preciosas (v.35b; Efésios 5.16). Quem colhe já recebe a recompensa e ajunta fruto para a vida eterna, para que se alegrem juntos o que semeia e o que colhe (v.36). Como é maravilhoso vermos vidas salvas, arrancadas das trevas e colocadas na luz (Colossenses 1.13,14). Os que estavam mortos reviveram e os perdidos foram achados (Lucas 15.6, 9 e 32). Esta é a obra de Cristo Jesus na cruz e na ressurreição.

Precisamos aprender com Jesus que há os que semeiam e   há os que colhem. Paulo ensina: “Eu plantei, Apolo regou, mas o crescimento veio de Deus” (1 Coríntios 3.6-9). Somos apenas servos que semeiam e colhem. A obra é de Deus. O milagre é dEle. Mas Jesus diz algo impressionante: “Eu vos enviei para colher onde não trabalhastes, e vós recebestes do trabalho deles” (João 4.38). Portanto, não é mérito nosso, mas do Senhor. Ele usa pessoas para prepararem o nosso caminho. Deve haver sempre disposição em nosso coração para a obediência e o trabalho comprometido.

Não nos esqueçamos: É tempo de semear o evangelho no coração e de colher vidas. Precisamos pregar, testemunhar e usar outros meios lícitos para ganharmos vidas para Cristo Jesus, o Senhor e Salvador. O Senhor nos salvou para que levemos a Sua salvação a outros. Não podemos perder tempo. Que Ele, ao voltar, nos encontre trabalhando, semeando a semente do Seu evangelho nos corações para a Glória de Deus Pai.

Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ
Colunista deste Portal

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.