Religião e Fé Cristã

0
126

“Eu os batizo com água, mas ele os batizará com o Espírito Santo”. (Marcos 1.8)

A religião cristã e a fé cristã podem se confundir, mas são realidades distintas. A primeira é importante, pode ajudar muito. A segunda é indispensável e, se faltar ou for pobre, a primeira se perde. A declaração feita por João nos ajuda a construir os dois cenários e a reconhecer as diferenças. Podemos dizer que João, que batiza com água, representa o lugar e o papel da religião cristã. E Jesus, aquele que batiza com o Espírito Santo, representa a fé cristã. Ao batizar com água João possibilita que as pessoas se apresentem a Deus, anseiem pelo sagrado, pelo divino. João as batiza e assim as compromete com a busca por Deus. João representa o movimento das pessoas em relação a Deus. Representa o anseio humano por Deus, que pode ter motivações corretas ou puramente egoístas. A religiosidade corre o risco de ter motivações reprováveis e representa o esforço humano por Deus.

Ao batizar com o Espírito Santo Jesus torna segura a religião, pois encaminha a vida para  que seja cristã. A fé cristã é o que resolve as distorções da vida religiosa, pois nos envolve com a presença de Deus. A fé cristã anuncia que, de fato, podemos ser bem sucedidos em buscar a Deus, mas porque Deus destruiu a barreira que nos separava dele. Deus nos encontrou e por isso agora o encontramos! A fé cristã leva à vida cristã é a ação do amor de Deus em nós. Somos cristãos porque Deus nos amou e nos deu Cristo! É Sua ação para conosco que nos salva de nossos equívocos e dá sentido aos nossos esforços e busca por Ele. Sem isso ficamos perdidos e iludidos em nossas invenções religiosas. Nossa espiritualidade não deve resumir-se ao que a religião pode nos oferecer – o batismo com água. Deve ter a dimensão do que Deus já fez e faz, do que somente Ele pode nos oferecer – o batismo com o Espírito Santo.

É por causa da decisão de Deus de vir a nós que nossa busca por Ele não é em vão. Se Ele não viesse a nós, jamais O encontraríamos. O batismo de João só fazia sentido porque logo em seguida viria Jesus. Pelo batismo de João podemos pertencer a uma religião. Somente pelo batismo de Jesus é que pertenceremos a Deus. O batismo de João nada vale sem o batismo de Jesus. A água tocando nosso corpo jamais poderá fazer por nós o que o toque o Espírito Santo faz. Jesus recebeu o batismo de João, não o desprezou. Há um valor em nossa religiosidade, em nossos programas, em nossos esforços. Mas a vida da religião depende da presença e manifestação daquele que batiza com o Espírito. A religião pode ser importante, mas ela jamais terá sentido sem que nossa vida seja verdadeiramente cristã, sem que a fé que nos habita seja a fé em Cristo!

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.