Ministra dos Direitos Humanos desmente revista e recebe visita surpresa

0
168

A ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos, Damares Alves publicou nas redes sociais, na madrugada desta terça-feira (5), fotos do encontro que teve com os pais biológicos de sua filha Kajutiti Lulu Kamayurá, 20. Eles a visitaram de surpresa no gabinete em Brasília.

“Eu estava morrendo de saudades! Já fazia mais de cinco meses que eles não vinham a Brasília. Amanhã tem beiju e peixe garantidos na janta lá na casa do irmão da Lulu, que é o pai de minha neta!”, escreveu Damares.

Demonstrando muito afeto nas fotos, a ministra ainda questionou se os seguidores entendiam por que nenhum parente de Lulu foi entrevistado pela revista Época, que insinuou que Damares tirou ilegalmente a menina da tribo.

A revista Época publicou uma reportagem nesta quinta-feira (31) com depoimentos de índios da aldeia Kamayurá, localizada no centro da reserva indígena do Xingu, no norte de Mato Grosso, que afirmam que Lulu foi retirada irregularmente da tribo, aos 6 anos. 

Damares apresenta Lulu como sua filha adotiva, mas a adoção nunca foi formalizada legalmente, segundo a própria ministra.

Confira abaixo a publicação da ministra Damares no Instagram:

“VEJAM QUEM VEIO ME VISITAR!

Os pais da minha filha Lulu foram me fazer uma surpresa hoje no ministério!

Eu estava morrendo de saudades!

Já fazia mais de cinco meses que eles não vinham à Brasília.

Amanhã tem beiju e peixe garantidos na janta lá casa do irmão da Lulu que é o pai de minha neta!

Eu e a mãe da Lulu já estamos apostando quem a bebê vai chamar de vovó primeiro.

Quando eles chegam é sempre assim: muita festa!

Agora vocês entendem o motivo da tal revista não ter entrevistado um parente de minha filha?

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.