Que liderança inspiradora!

0
99

Numa sociedade extremamente competitiva e em busca a todo instante por superações, se torna cada vez mais imprescindível o surgimento da figura de um autêntico líder para coordenar os diversos grupos representativos. Alguns iluminados já nascem com esta pré-disposição para exercerem a liderança, outros precisam se debruçar em cima de muitos manuais para conseguirem aprender esta tão nobre missão e nem sempre conseguem. Aí, alguém argumentará: ­Mas aquele que está à frente de uma determinada equipe mesmo sem ter conseguido desenvolver esta capacidade? Este será apenas um “chefe”, no sentido de ter sido investido de autoridade para ocupar um cargo ou função. Como diferenciar, então, o chefe do líder?

Jesus, o maior líder de toda a história, questionou inúmeras vezes um grupo de religiosos judeus que exerciam cargos de destaque na sociedade de sua época. Ele chegou a ser mais inclemente com estes do que com os cobradores de impostos e as prostitutas, duas classes bastante discriminadas. A Bíblia diz que as multidões ficavam maravilhadas com Jesus porque ele as ensinava como quem possui autoridade, diferente dos escribas e fariseus, que apesar de todo o conhecimento que possuíam e da função que exerciam, já não conseguiam despertar interesse das pessoas em segui-los. Chegamos à conclusão de que todo líder é um chefe, mas, infelizmente, nem todo o chefe será um líder (Mt 7.29).

O que uma pessoa que foi imbuída de algum cargo de chefia deve observar para se tornar um líder? Deve, assim como o Mestre, possuir autoridade, que será demonstrada através da observância de alguns princípios. Primeiro, tem autoridade quem domina o conhecimento na sua área de atuação. O líder sempre estará um passo a frente na sapiência. Ele demonstra firmeza nos assuntos análogos. Jesus aos doze anos de idade já estava entre os doutores da lei fazendo perguntas e respondendo a outras (Lc 2.42). Quando ele começou o seu ministério, por volta dos trinta anos, já dominava o conhecimento sobre as Escrituras (Mt 4.1-11). O líder responde a pergunta de imediato, enquanto o chefe, sempre precisará consultar alguém ou algum manual.

Segundo, tem autoridade quem dá o exemplo na prática e não fica apenas em meras palavras (Mt 5.20). Algum autor desconhecido disse a ilustríssima frase: “A palavra convence, o exemplo arrasta”.  Muitas pessoas jamais serão líderes porque nunca estarão dispostas a fazerem tudo aquilo que ensinam, mandam ou falam. Uma frase que jamais pode ser realidade na vida daquele que almeja a liderança é a seguinte: “Faça o que eu digo e não aquilo que eu faço”. Jesus não disse apenas que nos amava, mas demonstrou isto ao se entregar voluntariamente para morrer na cruz no meu e no seu lugar (Rm 5.8). Quer ser um líder, faça primeiro e depois então exija dos outros!

Terceiro, tem autoridade quem sabe aonde quer chegar. Jesus nunca demonstrou dúvida quanto aos seus objetivos. Ele tinha tudo calculado e sob controle (Jo 14.2). Demonstra isto nitidamente quando está dormindo em meio a uma terrível tempestade que assolava o seu barco. Os seus discípulos estão desesperados e o acordam achando que também ficaria atemorizado, mas, ele os surpreende ao mandar que o mar e o vento se aquietassem (Mc 4.35). Ele sabia aonde chegaria e que nenhuma tempestade seria capaz de impedi-lo. Quer liderar, aponte o caminho e siga a frente, sem pestanejar, não deixando dúvida onde você almeja chegar. Quem vai se arriscar a seguir alguma pessoa indecisa.

Quarto, tem autoridade quem tem sensibilidade (Lc 7.37). Apesar de toda a sua fama e as multidões que o cercavam constantemente, Jesus tinha tempo para atender com exclusividade. Fora sensível ao toque de uma pobre mulher que há doze anos padecia de uma enfermidade incurável (Mt 9.20). O chefe lida com as pessoas como se fossem simples objetos fáceis de serem substituídas a qualquer momento, enquanto o líder estará sempre preocupado com o ser humano e o considera superior àquilo que poderá vir a fazer ou a oferecer.

Quinto, tem autoridade quem está disposto a empenhar toda a sua energia em prol do seu objetivo (Lc 22.44). No Getsêmani, enquanto os seus discípulos estavam dormindo, Jesus estava orando insistentemente ao ponto de seu suor se transformar em gotas de sangue. Enquanto o chefe se poupa ao máximo, o líder se doa ao extremo e, este ato encoraja os outros a também fazerem o mesmo. E o resultado é fantástico!

Destarte, o exemplo de vida do Senhor Jesus Cristo tem sido motivo de inspiração para milhares e milhares de pessoas ao longo da história. Vidas que foram instrumento de Deus para conduzir outras ao caminho da verdade. Não se contente em ser apenas um chefe. Dê um passo adiante e seja um líder para esta geração tão perdida!

Por Juvenal Oliveira
Colaborador deste Portal

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.