Quatro pessoas foram detidas por tentarem realizar sacrifício pascal no Monte do Templo em Jerusalém

0
92

Quatro pessoas, entre as quais dois jornalistas, foram esta manhã detidos quando tentavam fazer chegar 2 pequenos bezerros até ao Monte do Templo para a realização do ritual da Páscoa.

A polícia israelita informou que esta manhã deteve um adulto e um menor que tentavam “causar provocações”, sacrificando 2 bezerros nesta véspera da Páscoa no Monte sagrado do Templo.

Dois jornalistas que se preparavam para filmar o acontecimento foram também detidos. O material fotográfico dos dois jornalistas foi também apreendido.

Segundo a polícia, que descobriu os dois animais na mala de bagagem do carro dos activistas, havia suspeitas de que os ativistas “estavam a caminho do Monte do Templo para fomentar provocações e causar distúrbios na ordem pública do local.”

Os dois ativistas foram entretanto ouvidos esta tarde em tribunal, sob acusação de “abuso de animais.”

Os dois repórteres, um deles do diário “Haaretz” protestaram entretanto veemente pela apreensão do equipamento fotográfico: “Fui detido ontem à noite por cerca de seis horas basicamente por estar a fazer o meu trabalho como jornalista e documentar os ativistas do Monte do Templo” – lamentou um dos jornalistas, acrescentando: “Tudo bem, mas a polícia ainda tem a minha câmara, vários cartões de memória, microfones e baterias.”

O editor do jornal Haaretz já exigiu entretanto à polícia a devolução imediata das câmaras e das imagens digitalizadas arrancadas das mãos dos repórteres.

A polícia reagiu entretanto, alegando que este tipo de incidentes acontece todos os anos, quando os zelotes tentam desafiar as restrições há muito impostas, tentando realizar sacrifícios de animais no Monte do Templo.
A Torá ordena o sacrifício de cordeiros na véspera da Páscoa, que se inicia amanhã à noite. Segundo a Bíblia, a carne do cordeiro deve ser comida na primeira noite da Festa, juntamente com pão não levedado e ervas amargas.

Com informações de Notícias Cristãs

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.