Conhecimento de Deus

0
120

“Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dEle.” (Efésios 1.17)

Amadurecer como cristão, ser fortalecido para viver os propósitos de Deus para si mesmo e para a humanidade, ser um servo como devemos ser, e não apenas como nossa religiosidade requer, exige que conheçamos a Deus. Exige que O conheçamos verdadeiramente. E nas Escrituras temos diversos incentivos para que O conheçamos: o profeta Oseias declarou que devemos nos esforçar para conhecer o Senhor (Os 6.3); Jeremias disse que Deus colocaria Sua vontade dentro de nós e O conheceríamos, todos nós, do maior ao menor (Jr 31.33-34); Paulo declarou que era esse seu maior desejo (Fl 3.10) e deve ser também o nosso; e Jesus disse que a vida eterna é conhecer a Deus e a Ele, seu Filho (Jo 17.3).

Por isso Paulo ora a Deus para que os irmãos em Éfeso recebessem espírito de sabedoria e revelação, no pleno conhecimento do próprio Deus. Não se trata aqui de receberem o Espírito Santo, pois um pouco antes havia afirmado que eles já O tinham recebido, quando creram no Evangelho (Ef 1.13). O significado mais provável é que aqueles irmãos, guiados pelo Espírito Santo, manifestassem um espírito sábio, capaz de reconhecer a revelação que Deus faz de Si mesmo. E conhecendo-O, viverem como cristãos maduros. Nós por nós mesmos não podemos alcançar o conhecimento de Deus. Ele precisa revelar-se, dar-se a nós. E o faz! Mas nós podemos resistir. Podemos desprezar o conhecimento de Deus (Rm 1.20-21).

O desconhecimento de Deus nos faz crianças espirituais, sujeitos a enganos e fantasias. Tornamo-nos presas de nossas ambições. Projetamos nós mesmos em Deus e criamos um deus segundo o nosso coração. Todos corremos esse risco. Olhe para a babel de crenças e igrejas que mais confundem que anunciam o Evangelho! Os israelitas foram para o exílio por falta de conhecimento (Is 5.13). Sem que Deus nos abençoe como Paulo suplicou que o fizesse em relação aos efésios, nos tornaremos cativos de mentiras. Precisamos buscar em Deus a mudança de nós mesmos, para que tenhamos um espírito sábio e sensível à revelação que Ele faz de Si mesmo. Que sejamos cristãos maduros e saudáveis. E jamais seremos sem conhecimento de Deus.

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.