“Estou sendo aprovada por Deus”, diz Ludmila Ferber

0
101

A separação após quase 30 anos de casada, seguida da descoberta de um câncer e da necessária diminuição das pregações para o tratamento. A vida de Ludmila Ferber parecia ter virado de cabeça para baixo, com problemas em sequência. Mas a fé inabalável em Deus e a vontade de viver e testemunhar Suas maravilhas predominaram.

Aos 54 anos de idade, 27 deles dedicados à carreira musical, ela está de volta ao trabalho, com a mesma disposição de sempre para cantar e ministrar a palavra. “Estou sendo aprovada por Deus, cumprindo o Seu chamado e vivendo aquilo que Ele quer que eu viva”, afirmou.

Quem convive com a pastora e compositora, um dos ícones da música gospel do Brasil, só lhe tece elogios: é forte, autêntica, destemida, sincera e completamente apaixonada pelo Senhor. “Ludmila é simples, se importa com as pessoas. Não é leviana, não usa máscaras, é forte e frágil, pede e oferece ajuda, oferece perdão com convicção e, por onde vai, expressa o amor de Jesus”, conta a pastora Cinthya Castello Bezerra, da Igreja Comunhão Cristã Resgate, no Rio de Janeiro, que conhece a artista carioca há 30 anos.

As mais de 200 composições, distribuídas em 20 álbuns, são testemunhos da vida com o Pai, de diversas experiências que a tornaram conhecida como a “profetiza que canta”. “Falo do amor de Deus que é real. Mesmo invisível, opera milagres, pois Ele me move, me põe de pé, me sustenta, me alimenta e faz com que minha fé seja absurdamente fantástica e inexplicavelmente operante. Deus tem se servido de mim, e não existe privilégio maior que esse. Mas, para respirar, viver, ministrar, cantar, tocar e compor, dependo completamente de dEle”, declarou Ludmila em seu retorno ao trabalho.

Simplicidade e verdade no que fala são marcas registradas de sua jornada. “Olho para a Ludmila e vejo uma história de uma intensa e constante paixão por Jesus.

Ela tem temor ao Senhor, um desejo de acertar com fidelidade e integridade. Busca viver de forma genuína, autêntica, a Palavra de Deus e a Sua vontade”, relata Cinthya.

Suas canções, que remetem a cura e esperança, trouxeram-lhe notoriedade no meio gospel. Muitas, como “Sonhos de Deus” (2001) e “Nunca Pare de Lutar” (2004), têm transformado vidas em abundância. “Essas canções são atuais e continuam agindo de forma profunda na vida das pessoas, com curas físicas e emocionais. O espírito de Deus tem restaurado vidas”, completa a amiga.

Caminho do Milagre

“É de fé em fé e de glória em glória, no caminho do milagre.” Esse tem sido o lema de Ludmila desde que foi diagnosticada com um câncer no pulmão, em maio do ano passado. A cantora vem enfrentando a dura batalha contra a doença, com a certeza da cura.

“Ninguém irá calar a nossa fé ou roubar o nosso fôlego de vida. A fé é maior e mais forte que o medo, vence tudo. A gente entra numa dimensão onde os médicos não podem suprir as nossas necessidades. Mas Deus se manifesta para trazer a nós as ferramentas da nossa cura”, expressa.

Como o tratamento, a agenda de ministrações teve de ser reduzida, mas o ministério não parou. “Sou grata a Deus por todo o amor e apoio que tenho recebido. Creio que estou no caminho do milagre. Esta é a hora de profetizar as canções que têm abençoado tanta gente por todos esses anos”, ressalta.

Essa guerra é para a glória de Deus, diz Ludmila

Em suas redes sociais, a artista sempre publica mensagens de fé e de esperança. “Na tomografia de Deus já estou curada. Não há fio de cabelo que caia da nossa cabeça sem o conhecimento de Deus. Quem olha pra mim não imagina que eu já estive de cara com a morte duas vezes, porque é resultado do poder de Deus e de Seus propósitos para mim.”

“Vejo na Ludmila uma intensa e profunda busca da presença e intimidade com o Espírito Santo. Ela vive o que prega. E hoje, diante das lutas, dá mais uma vez o testemunho de fé que nos faz aprender a descansar e depender do Senhor”, enfatiza o pastor Carlos Café, amigo de longa data.

“Estar de pé, louvando e adorando ao Eterno, é resultado da graça, do amor e dos propósitos que Ele tem para mim. Quando eu acordo e me dou conta de que estou respirando, é um milagre para a minha condição. Para mim, tudo ganhou um tom diferente, uma cor mais viva. Entendo a vida como o mais precioso que temos”, comemora a compositora.

Renascimento e projeções

Ludmila ficou três anos sem lançar músicas no mercado gospel. Mas, no último mês de abril, assinou contrato com a Sony Music e divulgou o single “Novo Começo”, de sua autoria, que faz parte do seu mais recente projeto musical com a gravadora.

Por isso, o momento é de celebrar o ministério.  “É um marco em minha vida, uma nova etapa diante de tudo o que eu estou vivendo hoje. Faz parte do caminho de milagres. Tenho vivido no tempo debaixo de um novo começo”, declara.

A parceria com a companhia resultou também em um catálogo com toda a discografia de sua carreira, que estará disponível nas plataformas digitais. “Em breve, as pessoas poderão ter acesso a todas as canções de todos os álbuns que lancei. São músicas que considero pérolas de Deus”, informa.

Diretor de A&R da Sony no segmento gospel, Maurício Soares enaltece o trabalho da sua contratada. “Ludmila é uma referência de qualidade, seriedade, comprometimento e música boa há muitos anos. Além dessas qualidades, acrescentam-se disposição, fé, carisma, alegria, vitalidade e esperança. Ela tem aprendido e se reinventado dentro do cenário digital, e essa sua vontade de mudanças tem sido impressionante.”

Cantar o amor do Altíssimo e os milagres que faz é o que a move a continuar no ministério. Parar, jamais! “Quero ser um canal de Deus por meio do qual multidões incontáveis estejam diante do trono da presença do Senhor. Deus usa o que Ele quer, quando Ele quer, quem Ele quer, da forma como Ele quiser, para alcançar o nosso coração e fazer uma obra onde o nome dEle seja glorificado, porque, acima de tudo, a glória é de Deus”, conclui.

Fonte: Comunhão

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.