Maria não é Senhora, nunca foi e nunca será!

0
262
Cena do Filme “Paixão de Cristo”

De ontem para hoje, comecei a ver várias postagens na internet falando sobre Fernandinho, (cantor evangélico) mas quem pensa que é sobre algum hino novo ou coisa parecida se enganou. Dessa vez, o problema é que Fernandinho disse que “O Brasil não tem uma senhora, o Brasil tem um senhor, e o nome dele é Jesus”. Esse fato aconteceu agora, no dia 20 de junho, na Marcha para Jesus, realizada em São Paulo, virou notícia em vários sites e muitos católicos têm feito suas críticas ao cantor através das redes sociais.

Bem, essa questão em torno de Maria, mãe de Jesus, é uma das maiores divergências entre católicos e evangélicos há muito tempo. Mas não quero tratar aqui do que a história fala sobre isso, mas apenas dizer o porquê dessa frase.

Os católicos costumam dizem que a fé deles é bíblica, mas não conseguem base bíblica para muita coisa, como exemplo, várias questões sobre Maria. Eis algumas:

  • A imaculada conceição de Maria;
  • Maria como nossa mãe;
  • Maria como rainha;
  • Maria como advogada;
  • Maria como co-redentora;
  • A Maria que recebe e atende orações;
  • Maria como “Nossa Senhora”…

Todas as questões acima foram inventadas, não têm base bíblica, porém, infelizmente, estão no coração dos católicos, pois foram ensinados dessa forma desde crianças – em sua maioria – e não conseguem ver o erro que estão cometendo quando pensam em Maria desse jeito.

Mas Maria não é “Nossa Senhora”? Não! Então, por que os católicos a chamam de “Nossa Senhora”? Eles explicam da seguinte forma:

“Jesus é o Senhor”, como disse São Paulo (Fl 2,11); é o Rei dos Reis; e Sua Mãe é Rainha por consequência. Por isso, a Igreja entendeu que deveria chamá-la de Senhora. Os súditos do Rei eram também servos da Rainha. Ora, se somos súditos de Jesus, o somos também de Maria. A Ladainha Lauretana chama a Virgem Maria de Rainha dos Anjos, Rainha dos Santos, Rainha dos Apóstolos, Rainha dos Mártires, Rainha dos Confessores, Rainha das Virgens, Rainha dos Profetas. Ora, toda Rainha é Senhora em seu reino.1

Como podemos perceber no texto acima, Maria é chamada de rainha como consequência de Jesus ser Senhor. Entendeu a lógica católica? Jesus é Rei, sendo assim, Maria, sua mãe, é rainha por consequência. O mesmo raciocínio para o fato de Maria ser chamada de “Senhora”. Jesus é senhor, sendo assim, como consequência, Maria é “Senhora”. Por essa lógica, a mãe de um assassino é assassina; a mãe de um adúltero é adúltera; a mãe de um ladrão é ladra… Perdoe-me, mas essa lógica não tem fundamento e, pior ainda, em um assunto tão sério, é usada como se fosse um “argumento de autoridade”, o que, de fato, não é.

Há católicos também que defendem que Maria é Senhora, usando a passagem de Lucas 1.28, dizendo que o texto diz “Ave, cheia de graça…”. Na verdade, essa versão é equivocada, pois nos originais da Bíblia o que encontramos é o seguinte: “E, havendo o anjo vindo até ela, disse: ‘Regozija, tendo tu sido recebedora de graça! O Senhor está contigo, tendo *tu* sido bendita entre as mulheres’” (Lucas 1.28 – Bíblia Ltt). De acordo com os originais bíblicos, Maria não era cheia de graça, mas sim, recebedora da graça divina (agraciada). Em Lucas 1.30, de novo o anjo lhe diz que ela recebeu graça de Deus (foi agraciada). Usar esse texto para dizer que Maria é “Nossa Senhora” é um grande equívoco.

Agora, de forma bem simples e bem respeitosa, quero que você pense no seguinte: Por que Jesus é Senhor e Maria não é Senhora?

  1. Jesus é Senhor porque Deus é Senhor e Ele e o Pai são um, sendo assim, Jesus também é Senhor. Maria não é Senhora porque ela não é deusa e ela não é uma com o Pai, sendo assim, ela não é Senhora.
  2. Jesus é Senhor porque Deus o fez Senhor: “Saiba pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo” Atos 2:36. Maria não é Senhora porque Deus não a fez Senhora.

É bom lembrar também que em nenhum lugar da bíblia Maria é chamada de Senhora, como vários outros títulos que ela recebe dos católicos, mas que foram criados por eles e não por Deus.

Não é questão de intolerância (como alguns católicos disseram), Fernandinho não é imbecil (como outros estão dizendo), mas ele apenas disse o que Deus ensina através de Sua Palavra: “O Brasil não tem uma Senhora, o Brasil tem um Senhor, e o nome dele é Jesus”.

Também quero dizer aos católicos que sei que esse conteúdo pode parecer muito estranho a quem sempre foi ensinado de outra forma, mas a verdade é a que Deus nos ensina através de Sua Palavra, e o que Ele nos ensina é que Jesus é o Senhor, mas Maria não é Senhora, nunca foi e nunca será!

[1]- Por que chamamos a Virgem Maria de Nossa Senhora? Acesso em 21 de junho de 2019.

Wanderson Miranda de Almeida
Escritor e Colunista deste Portal
www.wandersonmiranda.com

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.