Sogra de Flordelis revela que Anderson tinha um caso com enteada

0
218
Mãe do pastor Anderson relatou à polícia boatos de caso dele com filha biológica de Flordelis

A mãe do pastor Anderson do Carmo, Maria Edna do Carmo, de 64 anos, contou, em depoimento à Polícia Civil, que ouviu boatos de que o filho vinha mantendo um relacionamento extraconjugal com Simone dos Santos, filha biológica da esposa, a deputada Flordelis (PSD-RJ). Simone é fruto de um relacionamento anterior da parlamentar.

Ainda de acordo com a mãe de Anderson, ela ficou sabendo da suposta traição através de um fiel que frequentava a igreja do casal. Na ocasião, ele teria questionado Maria Edna se Anderson e Flordelis estavam se separando.

Maria Edna também contou à delegada Bárbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), que as recentes pregações da pastora reforçavam a suspeita do caso de Anderson e Simone. Segundo ela, Flordelis dizia aos fiéis que “o diabo havia entrado em sua família”.

A aproximação de Anderson e Simone não é novidade. Os dois haviam namorado quando ainda eram adolescentes, antes de ele se casar com Flordelis. Flordelis conhecia a família do esposo desde quando era adolescente e chegou a acompanhar a gestação e o nascimento do marido, com quem conviveu durante a infância. Os dois tinham uma diferença de idade 16 anos. Quando eles começaram a se relacionar, Anderson tinha 14 anos e Flordelis, 30.

No início, Maria Edna afirmou que foi contra o relacionamento, por causa da diferença de idade.

A mãe de Anderson também revelou, em depoimento, que acredita na participação da deputada no assassinato de seu filho, além do envolvimento da própria Simone e de uma das netas de Flordelis. Ela também dá como certa a participação de Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, que foi indiciado pela morte do pastor.

Outra declaração dada por Maria Edna e que aumenta a suspeita contra a pastora é a de que ela estaria mandando Simone colocar remédios na comida do marido. Como a tentativa de envenenamento não estaria surtindo efeito, a deputada convocava reuniões na casa da família para discutir como conseguiriam matar o pastor. Segundo a mãe de Anderson, um dos filhos de Flordelis e também seu neto, lhe passou estas informações.

Sobre Lucas Cézar dos Santos de Souza, filho adotivo de Flordelis e Anderson, Maria Edna acredita que ela esteja sendo incriminado pela pastora. Lucas foi indiciado junto com Flávio pela morte do padrasto.

Fonte: Pleno News

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.