Filha de casal de missionários da Jocum Brasil foi brutalmente assassinada

0
212

A jovem Yelissa Mendes, 24 anos, foi brutalmente assassinada na madrugada de sábado (31), em Huambo, Angola. Yelissa era professora de inglês e estava concluindo o curso de Literatura Inglesa pelo Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED).

Yelissa Mendes era a filha mais nova do casal de missionários Ismael e Sibeli Mendes Ferreira, que moram no país há quase 30 anos. Eles são fundadores e líderes da base da Jocum na capital do país.

Segundo o site de notícias da Agência Angola Press, uma fonte familiar informou que um dia antes do assassinato, Yelissa enviou mensagem à família comunicando que chegaria mais tarde em casa. Ela iria se encontrar com o ex-namorado, que pretendia liquidar uma dívida financeira.

O corpo da vítima foi encontrado atrás de árvores nas proximidades da floresta do Sacaála, arredores de Huambo. E o carro de Yelissa foi encontrado a uma distância de 10 quilômetros do local do crime.

Nas redes sociais, amigos da jovem se manifestaram e pediram orações pela família. “Oremos pela família dos líderes da base da Jocum em Angola que perderam a filha. Oremos por todos! Que o espírito Santo console a todos!”, diz a mensagem da Jocum Huambo.

Polícia

O porta-voz da Polícia Nacional na província do Huambo, inspetor-chefe Paulo Chindele Cassinda, disse tratar-se de um crime de homicídio qualificado. Segundo ele, o ex-namorado, suspeito do crime, encontra-se sob custódia das autoridades policiais enquanto decorre a instauração do processo-crime para, posteriormente, remetê-lo ao Ministério Público.Contudo, Cassinda apelou à população no sentido de denunciar indícios criminais, quer na família como na comunidade, para evitar que situações do gênero aconteçam, considerando que as autoridades estão empenhadas na moralização da sociedade.

Com informações de Jocum

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.