Bolsonaro demiti Marcos Cintra devido a falta de hierarquia

0
66
Secretário desejava criar impostos para as Igrejas, além de recriar o CPMF 

A discussão sobre a criação de novos impostos no Brasil, subiu ao telhado. As idéias pareceram tão absurdas que fizeram o Secretário da Receita Federal ser demitido. Marcos Cintra divulgou à imprensa que proporia à votação dos deputado a criação de uma nova CPMF e tributação às Igrejas.

O presidente anunciou que tomou a medida, tendo em vista que o então Ministro não teria respeitado a hierarquia. Pois, para que fosse realizada a criação de novas taxas, estas deveriam ser comunicadas primeiramente à Guedes. Paulo Guedes, que é o Ministro da Economia, deveria analisar as proposta antes que estas fossem divulgadas.

O Ministro da Economia concedeu uma entrevista expondo sua visão sobre a taxação no Brasil e que o Projeto da Reforma Tributária, ainda não está completo. A equipe que cuida da Economia, está estudando formas de corrigir as finanças do país. Dentro destas análises, estão propostas de uma diminuição de taxação sobre os cidadãos comuns.

Guedes não comentou diretamente sobre a demissão do colega, mas agradeceu os serviços prestados pelo mesmo. Cintra, ainda disse que seus projetos não estavam alinhados com aquilo que o governo pretende alcançar.

Este assunto foi o mais comentado na política nacional. As medidas que o secretário pretendia impor quanto à impostos, poderia prejudicar diretamente as igrejas evangélicas. Ele pretendia taxar as instituições religiosas e ressuscitar a CPMF para todos os cidadãos.

Agências de Notícias

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.