Diaconia

0
188

As mudanças ocorridas na sociedade também atingiram as Igrejas Batistas. Três décadas antes, não encontrávamos Igrejas sem corpo diaconal. Hoje é o contrário. Poucas são as Igrejas que ainda mantém este ministério.

A sociedade atual muda a cada dia. Uma das coisas que se tornaram raras é o relacionamento entre as pessoas. Bauman, o filósofo famoso, que faleceu pouco tempo atrás, escreveu vários livros sobre o esfriamento das relações entre casais, vizinhos, amigos, sócios, afirmando que os relacionamentos, de sólidos, passaram a serem líquidos.

A palavra diácono sofreu o processo de diluição, por ser vista como um cargo que formaria um corpo fiscalizador da função pastoral. Na Bíblia, temos duas palavras para escravo: doulos e diáconos. Doulos era o escravo que servia a distância, ou seja, no campo, e serviços gerais externos; diácono era o responsável pelos demais servos, e que ficava próximo ao senhor da casa. Ele treinava os demais, e alguns eram responsáveis pela educação do filho mais velho, preparando-o para ser o futuro substituto do senhor da casa, ou seja, seu pai. Quando o filho mais velho se queixa, na famosa parábola de Lucas 15, demonstra que ele não era muito “chegado” a pessoas, mas sim, ao campo e aos animais.

Diácono vem da junção da palavra diá, que em grego significa “para”, “a serviço de”, e oikos, que significa casa. Era o servo para estar diante do seu senhor. Em reuniões com muitos visitantes, era vergonhoso ao senhor da casa dirigir a palavra ao mordomo, ou diácono, pois dava ordens através de sinais, o diácono voltava e lhe fazia um sinal de que fora atendido. Nesse instante, o seu senhor abria um sorriso, mostrando que também havia entendido, portanto, diácono é a pessoa que serve para receber como prêmio o sorriso no rosto daquele que por ele foi servido.

Paulo informa, quando preso, que era contemplado pelos homens, pelos anjos e por Deus. Cada vez que alguém serve a outrem, os anjos contemplam o sorriso no rosto de Deus. Quando Estêvão foi martirizado, ele afirmou que os céus estavam abertos aos seus olhos, e que ele via Jesus em pé, ao lado do Pai. É a única vez que lemos sobre Jesus estar em pé, ao lado do trono, e não sentado. Quão gloriosa foi a diaconia de Estêvão!

Diáconos são todos aqueles que são dotados por Deus, pelo dom de servir, em busca desse sorriso no rosto da pessoa por ele servida, e, portanto, ele é sempre premiado, por todas as criaturas; até mesmo os animais demonstram satisfação, quando são servidas por alguém.

Em resumo, poderíamos dizer que todos somos chamados para ser diáconos, pois, nosso Senhor afirma que Ele não veio para ser servido, mas para servir. Sigamos nosso exemplo mor, que foi Cristo. 

Pr. Manoel de Jesus The

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.