Embaixadores da Reconciliação

0
90

“Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso intermédio. Por amor a Cristo lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus.” (2 Coríntios 5.20)

O pecado é algo errado. Nenhum de nós deveria pecar, jamais. Nenhuma das vezes que pecamos isso se torna algo bom, seja para nós ou para os outros. Pecados não cooperam em nada com nossa felicidade, não cooperam com a felicidade de outras pessoas e, claro, não honram a Deus. Esse mundo tem sido um lugar perigoso para se viver, por causa do pecado. Há muitas pessoas passando fome, sendo exploradas, outras tem sido desprezadas e atacadas. Faltam respeito, amor e boa vontade. Há ganância, desonestidade, mentiras e intrigas. Tantas vezes, quem deveria cuidar, mata. Há crianças sendo violentadas, mulheres sendo mortas e outras vivendo sob agressão. Há preconceitos de todos os tipos. O pecado produz muitos males. Ele destrói realmente e não apenas metaforicamente. Destrói por dentro e por fora. Até a natureza sofre por causa do pecado. 

Como podemos enfrentar-lo? Tanto em nós como no outro? Paulo fala disso em seu texto de 2 Coríntios 5 de 17 a 21. Precisamos ser transformados em pessoas novas.  Precisamos de perdão. Precisamos de ajuda. A ajuda de outros pecadores é insuficiente. Precisamos de Deus, de sua presença e cuidado. Precisamos de segundas chances, precisamos ser poupados da ira que merecemos. Precisamos de um amor que não desiste, pois não mudamos como máquinas, não há peças a serem substituídas. Mudamos como seres vivos, num processo ao longo do tempo. Diante do pecado, precisamos de um Salvador. A boa notícia que Paulo dá é que tudo isso está ofertado a nós. Deus já nos deu um salvador: Jesus Cristo. Tudo que precisamos, Deus já providenciou. Ser cristão é ser beneficiário das providências de Deus para sermos salvos do pecado. 

Você é um cristão? Então sabe por experiência o que estou afirmando. Você recebeu perdão, reconciliação e está sendo aperfeiçoado. Não ficou pronto ainda. Não somos parte de uma cruzada contra o pecado ou pecadores. Não formamos igrejas para sermos uma ilha de santidade que se escandaliza e se ira contra tudo que, aos nossos olhos pareça pecado. Somos pecadores reconciliados e em transformação. Por isso nossa mensagem não é de acusação ou condenação, mas um convite a reconciliação. Não temos a missão de colocar medo ou ameaçar, mas de inspirar esperança. Não falamos de ira, mas de amor. Fomos perdoados e todo ser humano precisa de perdão. Fomos amados, e todo ser humano precisa de amor. Somos sinais vivos de que há saída para seres humanos. Pois todo ser humano é um pecador. Somos embaixadores da reconciliação. Que a doce voz do Senhor alcance os ouvidos de outros seres humanos por meio de você, que sabe o que é ser pecador e sabe o que é ser reconciliado.

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.