Você tem percebido Deus?

0
131

“Os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, como lhes fora dito.” (Lucas 2.20)

Os pastores foram surpreendidos pela manifestação de Deus ali, no campo, enquanto guardavam seus rebanhos. Aquele lugar tão comum e previsível, tão conhecido por eles e talvez tão enfadonho, repentinamente transformou-se com a manifestação da presença de Deus. Um anjo falou com eles e uma multidão de anjos cantou, glorificando a Deus. Tudo de um jeito que eles puderam entender. E depois foram a Belém para ver o menino que o anjo havia anunciado. Ele seria encontrado numa estrebaria com seus pais. E lá estava Maria, José, Jesus, certamente alguns animais e talvez algumas outras pessoas. Naquela noite eles viram o sobrenatural e o comum. Anjos e pessoas. E Deus estava ali como jamais estivera antes.  

Estamos tão acostumados com nossos cultos e programações, com nossos rituais e liturgias, que talvez estejamos perdendo ou até jamais tenhamos desenvolvido aquela fé que nos torna sensíveis a Deus no lugar comum da vida. Talvez tenhamos desenvolvido ideias tão padronizadas sobre Deus e tenhamos categorizado de tal forma a vida, seguros de que sabemos o que pode vir de Deus e o que não pode, o que seria sagrado e o que seria profano, que estejamos deixando de perceber o Reino de Deus que veio, que está se manifestando, que está deixando sinais de sua presença aqui e ali, todo dia. É certo que os pastores foram privilegiados com algo grandioso, mas a falta dessa grandiosidade significa que Deus resolveu silenciar-se? O natal provoca-me a pensar que não. Nós é que temos perdido a capacidade de ver, ouvir e perceber Deus na vida. 

Hoje é quinta-feira. Onde será que Deus está e o que está fazendo? Há algo de divino acontecendo no mundo hoje? Ou Deus está esperando o domingo, o horário do culto, o início da liturgia, o momento da pregação? Creio que Ele se manifeste lá também e com muita freqüência. Mas Ele não está confinando ao templo e aos nossos programas e momentos religiosos. Deus não pode ser contido, etiquetado, definido, limitado. Ele é cheio de amor e graça. Ele está sempre buscando pecadores. Ele convida os cansados. Ele veio para os doentes de alma e espirito. Ele ouve atentamente. Ele vê a dor. Ele perdoa pecados. Há quanto tempo você crê no natal, no amor de Deus e na graça de Jesus? E como isso influencia o modo como você olha para vida? Todo dia Deus está agindo e fazendo coisas dignas de louvor. Você tem percebido? Você tem sido parte disso? Que você perceba e que você seja!

Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.