COVID-19

0
69
A pandemia do Corona vírus é uma  demonstração clara de que vivemos num mundo muito pequeno a nível de comunicação e de contaminação. A cada dia fatos como esse serão ampliados exponencialmente. A chegada do vírus, independente da sua origem, revela a nossa real e dura vulnerabilidade, a nossa fragilidade e o nosso despreparo para uma situação como essa.
O Corona vírus está ensejando uma revisão de valores. O que é mais importante na vida? Dinheiro ou saúde? Vida solitária e dispersa, ou vida solidária, em família e com alto fator de concentração e comunhão? Correr atrás dos bens materiais ou ter uma vida simples, descomplicada e intensa? Não ter tempo para as coisas essenciais ou administrar o tempo na perspectiva das coisas que são realmente relevantes?
Estamos aprendendo com a chegada desse vírus o que é mais significativo, o que realmente vale a pena. Vislumbrarmos tudo na perspectiva da eternidade.
É importante considerar que as reações ao vírus são tremendamente negativas, pessimistas e marcadas pelo medo, pânico e até o desespero. Nesta perspectiva, estamos vivendo um caos espiritual, emocional, ético e físico. As previsões são sombrias, mas precisamos confiar no Deus que é Soberano e dirige a História de maneira absoluta e com propósitos definidos.
Na manifestação desse vírus vemos o egoísmo, a desonestidade e a exploração por parte de homens e mulheres ímpios que se alimentam da fobia do próximo. Como exemplos claros temos venda de álcool em gel com um preço absurdo e a corrida aos supermercados, esvaziando as prateleiras. A natureza do ser humano é má, perversa, maligna, viciada e corrupta (Jeremias 17.9).
Aprendemos com essa pandemia que todos somos iguais e altamente expostos. De um modo geral, fragilizados por um estilo de vida altamente  prejudicial.
O vírus pode estar no rico e também  no pobre. Chega para o que tem saúde e para o debilitado. O vírus não faz acepção de pessoas.
Na perspectiva  dessa pandemia temos a rapidez e a amplitude da notícia pelo mundo afora. Os meios midiáticos são altamente eficientes, mas também um campo para  se espalhar o pânico e a insegurança. Além disso, temos as fake-news ou notícias falsas que podem desestabilizar a sociedade global.
Outra questão relevante é a extrema vulnerabilidade dos idosos. Muitos deles têm morrido mundo afora.
Este tempo que vivenciamos demanda muito amor e solidariedade. Jovens servindo aos idosos nas compras de remédios e alimentos, na assistência efetiva.
Outro fator relevante é a necessidade de obedecermos às autoridades, procurando não sair de casa, exceto quando for de extrema urgência.
Precisamos nos preparar para as crises econômica e social. Todas as áreas da vida humana estão sendo afetadas e precisamos ter discernimento do Espírito Santo para respondermos adequadamente a esse tempo conturbado, tempestuoso. O nosso coração deve descansar na fidelidade e no amor de Deus em Cristo Jesus (Salmo 37.7). A nossa segurança está no amor de Deus revelado em Cristo Jesus (Romanos 8.38,39).
A presença do Corona  vírus faz parte dos sinais que precedem a volta de Cristo (Mateus 24.1-14).
Que a nossa resposta a este tempo muito difícil seja marcada pela nossa confiança plena no cuidado de Deus. Ele é o nosso Pastor e nada nos faltará (Salmo 23). Com ou sem o Corona vírus o Senhor é Deus e a Sua Soberania é real e traz muita paz ao nosso coração.
Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Colunista deste Portal
Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.