Com Deus em minha agenda

0
101

“Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome.” (Mateus 6.9)

Já são mais de 30 dias desde o início da quarentena, para muitos de nós. Muitos neste período tem se mantido em casa, ininterruptamente. Temos incentivado a todos para que aproveitemos o tempo, a mudança de rotina, para dedicarmo-nos mais a estar com Deus. Orar, ler as Escrituras, meditar… jejuar, ficar em silêncio, escrever… A qualidade de nossa vida como cristãos é determinada também por cuidados que são nossa responsabilidade. Assim como colocamos em nossa agenda os afazeres que cooperam com outros aspectos de nossa vida, devemos também ser assim, intencionais, com nosso relacionamento com Deus. Ele precisa, definitivamente, estar em nossa agenda. E quando a quarentena acabar, que Ele continue em nossa agenda. De outra forma, como poderíamos, de verdade, santificar o Seu Nome?

Para cada dia devemos, de antemão, ter programado nosso momento especialmente dedicado a Deus. Acho importante alcançarmos uma naturalidade tal que nos permita, em qualquer momento e em qualquer lugar, podermos fazer pequenas orações e nos mantermos em conversa com Deus. Podemos orar aproveitando cada pequena oportunidade, pequenas pausas em nossos afazeres. Isso é muito bom. Mas essa possibilidade não torna desnecessário um momento exclusivamente dedicado a estar com Deus. E nem deve ser uma desculpa para deixarmos fora da agenda um momento dedicado a devoção. Precisamos desse momento! Escolher um lugar e um horário para, com oração e Escrituras, estarmos com Deus. Precisamos  disso! Precisamos fazer disso uma parte natural de nosso dia. Precisamos bloquear nossa agenda e dedicar um tempo unicamente para Deus. Essa atitude fará muita diferença em nossa vida.

Somos fracos. Jesus disse que o nosso espírito, ou seja, nossas intenções e consciência do que é devido, está pronto, mas a carne é fraca. Quando somos tentados, quando somos fustigados pela provação, podemos facilmente perder o equilíbrio e cair, fracassar. Se Jesus disse que somos fracos, devemos acreditar. E se acreditamos, devemos fazer algo a respeito. Um momento com Deus diariamente é uma forma de vigilância. Paulo disse: aquele que considera que está em pé, que tenha cuidado para não cair. Na perspectiva do apóstolo cair é sempre uma possibilidade presente e que exige cuidado. Se estar com Deus, orar e meditar nas Escrituras, for parte de nossa rotina, estaremos mais atentos para não cair. Que durante esta quarentena você encontre espaço para Deus em sua agenda e depois dela, que isso perdure. Que estar com Deus seja um compromisso inegociável em seu planejamento de vida e de seu dia. Afinal, o Pai nosso que está nos céus deve, sim, ter o Seu Nome santificado em nossa vida. E para isso, Ele precisa estar em nossa agenda.

Convenção Batista Fluminense
Compartilhar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.